Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

Mimar chega às crianças com multideficiência

23 Março 2015
111 1 980 2500

CÂMARA DE SANTO TIRSO EXPANDE POLÍTICAS INCLUSIVAS DE APOIO NO PERÍODO DAS FÉRIAS LETIVAS

O Programa Mimar arrancou esta segunda-feira em Santo Tirso com uma novidade. Para além dos alunos do 1º Ciclo do Ensino Básico, as atividades programadas pela autarquia para o período das férias letivas da Páscoa englobam as duas Unidades de Multideficiência do Município. Uma medida “inclusiva”, segundo Joaquim Couto, que visa “proporcionar um maior apoio às famílias do concelho”.


A partir desta segunda-feira e até dia 2 de abril, as escolas do concelho de Santo Tirso estão abertas para mais uma edição do programa Mimar. No total, são 750 os alunos que vão usufruir da escola a tempo inteiro, com diversas atividades lúdicas e didáticas durante as férias da Páscoa, de forma totalmente gratuita.

Mas para além dos alunos do 1º Ciclo do Ensino Básico, o programa Mimar abrange, agora, os alunos que frequentam as Unidades de Multideficiência das escolas EB de S. Rosendo e EB de S. Tomé de Negrelos. "Consideramos que se trata de um gesto muito significativo, porque estamos a falar de pessoas dependentes que necessitam de um apoio sistemático e permanente", aludiu o presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Joaquim Couto, sublinhando a aposta do atual executivo na "coesão social". Esta medida, acrescentou, “é uma forma de apoiar os pais que trabalham e que, muitas vezes, se viam obrigados a tirar férias para ficar com os filhos”.

Para estes alunos com necessidades educativas especiais, ao que se associa, em alguns casos, a mobilidade reduzida, o programa da autarquia prevê diversas atividades dentro de portas, desde sessões de música à frequência dos equipamentos disponíveis na Cooperativa de Apoio à Integração do Deficiente (CAID), uma instituição fundada em 1998 com o objetivo de responder às necessidades do concelho na área deficiência através de diferentes dimensões como ocupação e inserção socioprofissional.

Fisioterapia, terapia ocupacional e sala de snoezelen são algumas das atividades frequentar na CAID nas férias de Páscoa.

O programa Mimar arrancou em Santo Tirso no ano letivo 2013/14 e, desde então, nos períodos de Natal, Páscoa e férias de verão, multiplicam-se as atividades que já beneficiaram quase cinco mil alunos.

 

Já no que se refere ao programa regular do Mimar são dezena e meia de jogos, visitas, passeios e oficinas diferentes, desde uma ida ao Sealife, no Porto, ou ao cinema, em Vila Nova de Gaia. O yoga, a dança, os desportos coletivos, uma caça ao tesouro, artes plásticas, aulas de culinária ou teatro completam o programa.

Esta segunda-feira, numa visita à EB1 de Merouços e à EB de S. Tomé de Negrelos, Joaquim Couto e a vereadora da Educação, Ana Maria Ferreira, puderam participar em algumas das iniciativas para os mais pequenos. “Acreditamos que ao introduzirmos estas atividades didáticas nos programas das escolas, também estamos a contribuir para um melhor aproveitamento escolar dos alunos”, advogou o presidente da Câmara Municipal.

Nesta quinta edição do Mimar, a autarquia conta investir entre 75 a 100 mil euros em transportes, material de higiene, alimentação e contratação de monitores, sendo que o "esforço suplementar" para assegurar atividades dedicadas a crianças com deficiência é de cerca de dez mil euros.

111 1 980 2500
Partilhar
ColorAdd Icone