Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

Mais de uma centena de brinquedos tradicionais na Biblioteca Municipal

24 Maio 2016
O brinquedo tradicional portugu s 1 980 2500

“BRINQUEDO TRADICIONAL PORTUGUÊS” ESTARÁ PATENTE DE 27 DE MAIO A 2 DE JULHO

De 27 de maio a 2 de julho, a Biblioteca Municipal de Santo Tirso recebe a exposição “Brinquedo Tradicional Português”. A iniciativa, para todas as idades, contará com uma mostra de mais de uma centena de brinquedos tradicionais e integrará ainda duas oficinas.

A partir do próximo dia 27 de maio, 150 brinquedos tradicionais vão estar em exposição na Biblioteca Municipal de Santo Tirso, proporcionando uma viagem ao passado que fará as delícias dos mais novos e trará aos mais velhos as boas memórias de outros tempos. A mostra “O Brinquedo Tradicional Português” ficará patente ao público até dia 2 de julho.

Os brinquedos em exposição integram os espólios conjuntos de Júlio Penela e da Junta de Freguesia de Alfena e são constituídos por brinquedos de madeira, de chapa e de plástico. No primeiro caso, estarão em exposição as criações de Manuel Rocha Ferreira que, ainda hoje, com 83 anos, continua a fabricar brinquedos de madeira na sua oficina. Este “artesão de brinquedos” começou a trabalhar com apenas 9 anos, na fábrica de brinquedos de José Augusto Júnior, permanecendo entre 1945 e 1962.

Em madeira são também os brinquedos de Daniel Carneiro Malheiros - que deu especial relevo aos que se destinavam às meninas – e de Salvador Pereira da Cunha Estrela, que teve uma pequena oficina artesanal onde fabricou vários modelos de brinquedos desde 1950, como andarilhos, tábuas de passar a ferro e peões; brinquedos que se tornaram emblemáticos para várias gerações de portugueses.

Também antigo funcionário da José Augusto Júnior, Armindo Moreira Lopes começou a trabalhar com 7 anos na área dos brinquedos de folha flandres. Em 1940 decide fundar a sua própria empresa, uma oficina de brinquedos de folha flandres, material que, apesar de todas as restrições impostas pela Comunidade Europeia, foi utilizando até meados dos anos de 1990 no fabrico de brinquedos.

Ao espólio em exposição, junta-se o de Júlio Penela, herdeiro da Pepe Jato, uma das mais antigas e importantes empresas de produção de brinquedos, em diferentes materiais, com predomínio para o plástico.

Em paralelo à exposição, serão ainda promovidas visitas guiadas destinadas às escolas e grupos organizados, mediante marcação prévia através dos serviços educativos da Biblioteca Municipal. No arranque desta mostra, terão lugar as Oficinas do Brinquedo Tradicional, orientadas pela Pepe Jato, que decorrerão no dia 27 de maio, às 14h00 e no dia 28 às 16h30.

imagem

Partilhar
ColorAdd Icone