Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

Filme inspirado no MIEC distinguido em Nova Iorque

23 Novembro 2021
Sculp e da autoria de joaquim pavao 1 980 2500

“SCULP ENTRE SONHOS” É DA AUTORIA DE JOAQUIM PAVÃO

“Sculp Entre Sonhos”, uma obra ficcional baseada nas esculturas que compõem o Museu Internacional de Escultura Contemporânea (MIEC) de Santo Tirso, recebeu um novo prémio: “Best Surrealism Short Film” do “Retro Avant Garde Film Festival”, de Nova Iorque, nos Estados Unidos da América.

A curta-metragem da autoria de Joaquim Pavão foi novamente premiada internacionalmente ao ser reconhecida com o “Best Surrealism Short Film”, do “Retro Avant Garde Film Festival”, de Nova Iorque.  Este festival decorreu, este ano, nos Estados Unidos da América, e tem como objetivo a promoção de todas as formas de expressão relevantes para o cinema.

“Sculp Entre Sonhos”, de 23 minutos, decorre num mundo pós capitalismo em que toda a existência está determinada, todos os problemas resolvidos e o equilíbrio atingido. Através do sonho, as personagens mergulham numa abstração antagónica à realidade onde habitam. Este confronto leva-as a questionar o seu próprio papel dentro de um sistema, promovendo a sua saída. Estes, os instáveis, habitam o contraponto, uma realidade onde o livre-arbítrio entrega a existência à complexa teia de ações individuais.

Com inspiração no MIEC, a obra cinematográfica foi produzida pela Fugir de Medo, Filmógrafo, Cine Clube de Avanca e contou com a participação do Festival de Cinema AVANCA. “Sculp Entre Sonhos”, rodado em Santo Tirso, viria também a incluir filmagens realizadas no decorrer do mesmo Festival AVANCA 2019. A relação de Joaquim Pavão com o Museu Internacional de Escultura Contemporânea (MIEC) começou em adolescente quando começou a frequentar o Festival Internacional de Guitarra, enquanto estudante de música.

A curta-metragem da autoria de Joaquim Pavão foi, entretanto, escolhida para a competição oficial dos festivais “Cine Luso Espírito Mundo Internacional Film Festival”, que irá decorrer no final de novembro, em Bruxelas. “Sculp Entre Sonhos” será também exibido no “3in1 Film Fest”, em Samora Correia.

O Museu Internacional de Escultura Contemporânea nasceu no início dos anos 90, na sequência de uma ideia que partiu do escultor já falecido Alberto Carneiro. Atualmente, o MIEC é composto por 57 esculturas ao ar livre, da autoria de 56 escultores nacionais e internacionais, dispersas por seis polos da cidade de Santo Tirso.

“Sculp Entre Sonhos”, um sucesso internacional

Joaquim Pavão realizou o filme instalação “Sculp Sonhos”, uma longa metragem ficcional inspirada no MIEC. “Sculp Entre Sonhos” surge como uma interpelação dessa mesma primeira obra e já passou por festivais de cinema de renome internacional, como na Argentina, Birmânia, EUA, Itália, Japão, México e Portugal.

A obra já foi distinguida anteriormente com o Prémio Melhor Realizador Janeiro 2021 no “3rd Assurdo Film Festival”, realizado em Itália, e com o Prémio Melhor Filme Experimental no “Festival Inernacional de Cine sobre Ufología y Fenómenos Paranormales”, que decorreu no Museu Nacional de Bellas Artes (MNBA) de Neuquén, na Argentina.

Partilhar
ColorAdd Icone