Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

População com deficiência

Sendo uma das suas missões a promoção das pessoas com deficiência, a Câmara Municipal de Santo Tirso tem vindo a fazer incidir a sua intervenção, em grande medida, através da CAID – Cooperativa de Apoio à Integração do Deficiente, uma entidade de capital misto (público e privado), relativamente à qual detém 80% do seu capital social.
 
Reconhecida como Cooperativa de Solidariedade Social, a CAID foi criada em 1998 por iniciativa da Autarquia (que a preside) e de um conjunto de entidades e empresários do concelho, com o objetivo de responder à problemática da deficiência nas suas diferentes dimensões, como a ocupação e a inserção socioprofissional.
 
Destinatários da CAID:
Indivíduos com deficiência com idade igual ou superior a 18 anos
 
Objetivos da CAID:
  • Estimular a reabilitação, adaptação e integração social de pessoas com deficiência
  • Promover ações de formação profissional
  • Impulsionar a integração profissional de pessoas com deficiência, com a criação de novos postos de trabalho
  • Fomentar uma política institucional de aproximação e resposta às famílias das pessoas com deficiência
Capacidade da CAID:
24 pessoas em formação profissional; 46 pessoas em CAO; 10 pessoas em Residência Autónoma
Valências/Recursos da CAID:
Formação Profissional:
  • Cozinha
  • Artesanato
  • Jardinagem
CAO – Centro de Atividades Ocupacionais:
  • Expressão Corporal;
  • Relaxamento;
  • Treino de Competências Sociais;
  • Hidroterapia;
  • Desenvolvimento Pessoal e Social;
  • Multimédia;
  • Culinária;
  • Jardinagem.
Sala de Snoezelen
Sala de Reabilitação e Fisioterapia
Residência Autónoma
Em projeto:
  • Criação de um pólo de CAO na Zona Nascente (para 30 pessoas).
  • Requalificação do efdifício sede para alargamento da sala de reabilitação e prática desportiva e criação de oficinas de apoio à formação profissional.
 
DSC_8292.jpg
 
Levantamento concelhio da deficiência
A Rede Social de Santo Tirso concluiu em outubro de 2010 o levantamento concelhio da deficiência, que permitiu obter uma visão mais esclarecedora das principais necessidades sentidas pelas pessoas.
 
Com base numa sinalização dos casos conhecidos por diferentes parceiros das Comissões Sociais de Freguesia e Inter-freguesias, acrescida da sinalização efetuada pelas escolas e outros informantes privilegiados, optou-se pela administração de um questionário, que permitiu conhecer um total de 477 situações.
 
Os pormenores deste estudo podem ser consultados aqui.
 

 
 
Partilhar
ColorAdd Icone