Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

Mercado Nazareno volta a Santo Tirso com programa para toda a família

14 Março 2016
Arquivo 4 1 980 2500
INICIATIVA DECORRE ENTRE OS DIAS 25 E 28 DE MARÇO NA PRAÇA 25 DE ABRIL

De 25 a 28 de março, a celebração pascal faz-se no Mercado Nazareno, em Santo Tirso. Transformada numa aldeia histórica, a Praça 25 de Abril contará com várias recriações bíblicas, restauração e produtos tradicionais. No total, mais de quatro dezenas de atores e figurantes e quase 80 artesãos e gastrónomos vão ajudar a recuar no tempo. A entrada é gratuita.

Cutelaria, grinaldas, olaria, sabões terapêuticos, jesuítas, petiscos, porco no espeto, pão em forno de lenha… Nada vai faltar no recinto cujo cenário recorre a alguns símbolos de outrora. No Mercado Nazareno faz-se, ainda, a recriação histórica dos últimos instantes da vida de Cristo, bem como o de algumas passagens bíblicas.

O Mercado Nazareno estará aberto durante quatro dias, desde a sexta-feira santa à segunda-feira de Páscoa, de manhã, até à noite. Pelo meio, cerca de duas dezenas de representações históricas, com destaque para “Crucificação”, na sexta-feira, pelas 22h30, “Dor de Mãe”, no sábado pelas 16h30, “Ressureição”, no domingo, pelas 14h30, ou “A última ceia”, na segunda-feira, às 17h30.

A vida na aldeia é uma das novidades da edição deste ano, onde as artes e os ofícios, incluindo os cuidados indispensáveis aos animais presentes na aldeia, vão estar animar a Praça 25 de Abril ao longo dos vários dias. “Quisemos aumentar a dinâmica em torno do Mercado, de forma a que o programa possa ser o mais interessante possível para quem nos visita”, explica o presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Joaquim Couto.

Outra das novidades deste ano são os espetáculos com aves de rapina. Normalmente, refere o autarca, são momentos muito apreciados por todas as faixas etárias e exatamente um dos objetivos desta iniciativa da Câmara é cativar toda a família.

A abertura oficial do Mercado Nazareno está marcada para as 15h00 de sexta-feira, apesar do espaço estar aberto desde as 10h00. Durante esse dia, 25 de março, “O Batismo”, momento em que Jesus é batizado no poço por João Batista, é a primeira dramatização do Mercado Nazareno, prevista para as 15h30. Entre as várias recriações do primeiro dia estão também “O Pão Sagrado”, pelas 17h00, momento em que Jesus faz o milagre da multiplicação do pão, e a “Chegada a Jerusalém”, às 18h00, quando é aclamado pelo povo mas levado a julgamento pelos soldados. Às 21h30, a “Via Sacra” recorda o momento em que Jesus carrega a cruz até ao calvário, que termina com a sua “Crucificação”, pelas 22h30.

No sábado, dia 26, a partir das 14h30 acontece a “Recolha e o Enterro”, com os soldados a entregarem o corpo de Jesus aos Apóstolos, que o preparam para a sepultura. A dor de Maria, que chora em frente ao túmulo do seu filho, é retratada pelas 16h30. O dia termina com a “Parábola do Trigo e do Joio”, às 21h00.

Domingo, 27 de março, dá-se a continuação das dramatizações dos momentos bíblicos, com a “Ressurreição” e revelação do desaparecimento do corpo de Cristo, às 14h30. Mais tarde, pelas 21h30, Jesus faz “A Aparição”.

O dia de encerramento conta com a evangelização e o apregoamento dos seus ensinamentos pelos Apóstolos, num momento de interação dos atores com o público. A “Última Ceia”, às 17h30, recorda o convite de Jesus aos seus discípulos para uma ceia, que estes não suspeitam tratar-se da última na sua companhia.

As bancas de venda de artesanato e produtos tradicionais, a área de diversão infantil, a exposição/mostra de animais vivos, e o complexo decor do recinto, a lembrar uma típica aldeia da época, concorrem por um imaginário que evoca um tempo passado. O caráter lúdico, em associação com o rigor dos acontecimentos histórico/religiosos, conferem a este evento uma dimensão singular.

imagem

Mercado Nazareno
Mercado Nazareno

Arquivo 4 1 980 2500
Partilhar
ColorAdd Icone