Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

Câmara aumenta apoio ao Futebol Clube de Vilarinho

19 Novembro 2015
1 1 980 2500

A Câmara Municipal de Santo Tirso aprovou, em reunião do executivo, a atribuição de 20 mil euros ao Futebol Clube de Vilarinho, no âmbito de um contrato-programa de desenvolvimento desportivo. A proposta, aprovada por unanimidade, visa ajudar o clube a iniciativas que visam promover o progresso das condições gerais da prática desportiva.

Pela sexta vez, o executivo da Câmara Municipal de Santo Tirso reuniu fora de portas e foi, desta vez, à freguesia de Rebordões, no passado dia 19 de novembro. Os objetivos desta iniciativa instituída pelo presidente da autarquia, Joaquim Couto, prende-se com a necessidade de “aproximar o poder político das pessoas”, promovendo que as reuniões públicas, nas quais os munícipes podem intervir, sejam realizadas um pouco por todo o concelho.

Dos pontos da ordem de trabalhos constava a aprovação do contrato-programa de desenvolvimento desportivo entre a Câmara e o Vilarinho. Com a subida do clube à divisão de honra da Associação de Futebol do Porto, explicou o vereador do Desporto, José Pedro Machado, “fazia todo o sentido aumentar o valor do contrato-programa”. Assim, de sete mil euros atribuídos em 2014 pela autarquia, o clube foi contemplado, este ano, com uma verba de 20 mil euros.
O contrato-programa destina-se a iniciativas destinadas a divulgar a prática do desporto e a promover o progresso das condições gerais da sua prática, no domínio da formação. Por outro lado, destina-se, também, a projetos de reparação e melhoramento de infraestruturas e equipamentos desportivos.

TRANSPORTES GRATUITOS
A reunião pública do executivo da Câmara de Santo Tirso do dia 19 de novembro ficou, ainda, marcada pela aprovação, por unanimidade, da proposta do plano de transportes escolares para 2015-2016. Neste ano letivo entrou em vigor mais uma medida lançada pela maioria para apoiar as famílias e os alunos do concelho de Santo Tirso.

Atualmente, os alunos que frequentam os três níveis do Ensino Secundário – 10.º, 11.º e 12.º anos – passaram a ter passe escolar gratuito, uma vez que a Câmara Municipal decidiu comparticipar na totalidade os encargos relacionados com o transporte para a escola. Até aqui, 50 por cento do passe escolar era suportado pelos alunos e outros 50 por cento pelo Município.

“Com esta medida, a Câmara Municipal corrige uma injustificável desigualdade provocada pelo Governo, que paga na totalidade os custos com o transporte escolar aos alunos do Ensino Profissional, mas obrigava os do Ensino Secundário a suportar metade da despesa”, referiu a vice-presidente da autarquia e vereador da Educação, Ana Maria Ferreira.

A rede de transportes escolares para o ano 2015-2016, em Santo Tirso, abrange cerca de 2800 alunos. Assim, apontou Ana Maria Ferreira, “apesar de a escolaridade obrigatória estar fixada até ao 12º ano, o Governo não faz corresponder, em matéria de transportes escolares, a correspondente comparticipação financeira atribuída ao Município”. “A Câmara é obrigada a onerar o seu orçamento em cerca de 1,1 milhões de euros, 284 mil dos quais destinados aos passes dos alunos dos 10.º, 11.º e 12.º anos das escolas de Santo Tirso”, acrescentou a vereadora.

1 1 980 2500
Partilhar
ColorAdd Icone