Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

Ponte de Caniços inaugurada

14 Setembro 2015
1 1 980 2500

A população das freguesias Vilas das Aves, em Santo Tirso, e de Bairro, em Famalicão, estão agora mais próximas, através da Ponte pedonal e ciclável de Caniços, inaugurada esta segunda-feira, dia 14 de setembro, pelos presidentes de Câmara Joaquim Couto e Paulo Cunha. A antiga ponte ferroviária, desativada em 2003 no âmbito da modernização da Linha de Guimarães, ganha assim uma nova vida mais de cem anos depois da sua construção.

Esta foi a forma encontrada pelos dois municípios e pela antiga Refer para a valorização de um património desativado, dando-lhe um caráter útil para a população que assim poupa vários quilómetros para se deslocarem entre as duas localidades. Na inauguração, ambos os autarcas mostram-se satisfeitos pelos resultados da parceria e apontaram inclusivamente baterias para o futuro.

Joaquim Couto  enalteceu a importância da política intermunicipal, referindo que a concretização desta obra, significou “um excelente exemplo de parceria e dialogo intermunicipal”. O autarca de Santo Tirso referiu mesmo que esta obra, “não tem um valor muito grande do ponto de vista económico mas tem um valor muito grande do ponto de vista político e da vida das comunidades”. Assumindo-se como um “defensor do intermunicipalismo”, Joaquim Couto salientou que “a necessidade de se construir politicas intermunicipais que optimizem os recursos e facilitem a vida das pessoas”, adiantando que “está já em marcha um projeto de ciclovias que une os municípios de Famalicão, Santo Tirso e Trofa”.

“Está dado o mote para que possamos continuar a elaborar propostas e projetos em conjunto”, afirmou, por seu turno, Paulo Cunha, referindo que a recuperação da Ponte de Caniços “é fruto de uma combinação de esforços entre os municípios e a IP (Infraestruturas de Portugal), e demonstra, acima de tudo, que é possível realizar estas iniciativas quando há vontade e condições para partilhar responsabilidades”. Para o autarca famalicense, “Vila Nova de Famalicão e Santo Tirso são dois concelhos que são muito mais do que vizinhos”. E acrescenta: “O que nos une é muito mais do que a proximidade geográfica temos grandes afinidades históricas e grandes cumplicidades que devemos aprofundar e valorizar”. Paulo Cunha aproveitou ainda o tema da mobilidade para destacar a importância de “valorizar a linha férrea em ambos os concelho, indo de encontro às necessidades das populações”.

Refira-se que a Ponte ferroviária de Caniços foi desativada em 2003, depois da remodelação do troço Santo Tirso – Lordelo, da Linha de Guimarães, que levou à construção de uma nova ponte na confluência dos rios Ave e Vizela. Em 2009, as Câmaras Municipais de Vila Nova de Famalicão e Santo Tirso e a Rede Ferroviária Nacional EPE celebraram um protocolo de colaboração técnica e financeira para a adaptação da ponte a trânsito pedonal. A intervenção envolveu um investimento de 265 mil euros e para além da adaptação da ponte ferroviária a trânsito pedonal e ciclável implicou ainda a criação de um sistema de drenagem de águas pluviais e a colocação iluminação pública. Com esta solução foi criada uma infra-estrutura amiga do ambiente e amiga do bem-estar da população, tendo em conta que esta travessia poderá agora ser utilizada pelas pessoas que diariamente necessitam de circular entre Bairro e Vila das Aves.

Partilhar
ColorAdd Icone