Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

Exposição de presépios arranca com artesãos a trabalhar ao vivo

26 Novembro 2014
Cartaz 1 980 2500

MELHORES PRESÉPIOS DA CATALUNHA A PARTIR DE 28 DE NOVEMBRO
NA CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO TIRSO

Pela primeira vez, 50 dos melhores presépios da Catalunha vão pode ser vistos em Portugal. Entre 28 de novembro e 4 de janeiro, o átrio da Câmara Municipal de Santo Tirso recebe uma grande exposição internacional que reúne alguns dos mais notáveis artesãos do mundo. Paralelamente, no fim de semana de 28, 29 e 30 de novembro, decorre no mesmo local uma grande feira de presépios, com 24 artesãos portugueses a trabalhar ao vivo. A iniciativa é organizada em conjunto pela autarquia e pela Confraria do Caco, e é oficialmente inaugurada no dia 29, pelas 21h30.


“Santo Tirso tem tradição na área do artesanato. Não é por acaso que a Confraria do Caco está sedeada no nosso concelho e um dos melhores artesãos de Portugal é de Santo Tirso. Neste contexto, parece-nos que fazia todo o sentido promover uma exposição de cariz internacional, ajudando a divulgar o artesanato e o concelho, tendo como mote os presépios, símbolo da época natalícia”, explicou o presidente da Câmara Municipal, Joaquim Couto.

Na exposição, há presépios que contam a história da Catalunha. Retratam as cenas bíblicas, mas as figuras estão inseridas em ambientes da vida quotidiana e da paisagem daquela região espanhola, conciliando a época natalícia com as tradições locais. O maior ocupa um espaço de seis metros quadrados e o mais caro atinge um valor de cerca de 30 mil euros.

A partir do dia 28 de novembro, os 50 presépios com compõe o espólio do grupo “Pessebristas de Castellar Del Vallès” – associação catalã, fundada em 1951, reconhecida a nível internacional – podem ser admirados no átrio da Câmara Municipal de Santo Tirso. Saem, pela primeira vez, do museu na Catalunha, para poderem ser vistos em Portugal. “Estamos perante os melhores e mais representativos presépios desta região”, garante Delfim Manuel, presidente da Confraria do Caco, acreditando que os visitantes “ficarão admirados com a beleza das peças”. “São peças únicas, de grande valor histórico e cultural. Muitos destes presépios são animados, o que torna a exposição ainda mais interessante”, explica. De acordo com o artesão, “a exposição será complementada com uma mostra de escultores de figuras catalãs e com um grande presépio popular feito em cortiça e musgo”.

MAIS DE MIL PEÇAS PARA VENDA
A par da exposição que decorre até 4 de janeiro, o fim de semana de 28, 29 e 30 de novembro será preenchido com uma feira de artesanato. Durante três dias, os melhores artesãos portugueses vão estar em Santo Tirso, com trabalho ao vivo. “É uma oportunidade única para ver e comprar presépios das mais variadas formas e materiais. Desde os mais tradicionais, em cerâmica, granito, barro, e madeira, até aos menos convencionais, em tecido, eucalipto, ovos, chifre ou conchas”, realça o presidente da Confraria do Caco.

No total, a feira de presépios terá mais de mil peças para venda, com preços que podem variar entre os cinco euros e os cinco mil euros. A diversidade, refere, “é uma das apostas desta iniciativa, uma vez que quisemos que muitos dos artesãos participantes apresentassem materiais totalmente diferentes dos habituais”.

Dos artesãos portugueses que vão estar presentes na feira constam nomes como Luciano Duarte, Patch Mimo, Duarte Morgado, Júlia Ramalho , Fernando Jorge, Ana Maria Novais, António Cabrita, Carlos Neves , Ana Bossa, Francisco Cangueiro, José Luís Pires, Delfim Manuel, Pedras Sequeiros, ou Simão Monteiro, entre outros.

A Exposição Internacional de Presépios pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 09h00 às 23h00 e aos fins de semana, das 10h00 às 23h00. A feira está aberta a partir das 15h00 do dia 28, até às 22h00. No sábado, entre as 10h00 e as 23h00 e no domingo, entre as 10h00 e as 20h00.

Cartaz 1 980 2500
Partilhar
ColorAdd Icone