Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

Câmara avança com estudo preliminar para skatepark em Santo Tirso

02 Setembro 2014
F brica de santo thyrso   1 980 2500

A Câmara Municipal de Santo Tirso quer avançar com a construção de um skatepark no Município. O executivo aprovou esta terça-feira, dia 2 de setembro, por unanimidade, a realização de um estudo preliminar, de forma a identificar as valências a instalar, as áreas necessárias e o modelo de gestão a aplicar ao projeto. “Parece-nos uma mais valia o programa de um skatekepark inovador, que traga agregadas outras atividades complementares de âmbito desportivo ou empresarial”, defendeu o presidente da autarquia, Joaquim Couto, acrescentando que, contudo, “é necessário ter um estudo que permita perceber de que forma pode haver a integração deste projeto no concelho”.

O estudo preliminar deverá estar concluído até ao final do ano, podendo no início de 2015 começar a desenhar-se o projeto. A Fábrica de Santo Thyrso pode ser um dos locais indicados para a concretização do skatepark, dento do conceito de Quarteirão Cultural que assenta na complementaridade de áreas do conhecimento, da tecnologia e artística que favorecem o aparecimento de novas ideias e negócios de índole criativa.

Segundo Joaquim Couto, “é uma hipótese que está em cima da mesa, mas existem outros locais que também poderão ser tidos em conta”. Acima de tudo, continuou, “queremos construir um projeto sustentado e integrado do ponto de vista urbano”. Este era, aliás, um dos compromissos assumidos pelo autarca, durante a campanha eleitoral.

“Para este conceito de skatepark concorrem ainda a mobilização da população jovem e urbana que, pela sua natureza, criam ambientes favoráveis ao desenvolvimento de novas ideias”, aludiu o presidente da Câmara de Santo Tirso, acreditando, por isso, “que o projeto de um skatepark no Município pode ser uma alavanca para a sua dinamização, nomeadamente junto da população juvenil não só do concelho, mas da região Norte”.

FRUTA ESCOLAR
Na reunião do executivo camarário foi também aprovada, por unanimidade, a distribuição de fruta ao pré-escolar e ao 1º ciclo, quer no período letivo, quer nas férias escolares, enquanto decorre o programa Mimar. No total, esta medida da Câmara Municipal de Santo Tirso significa um investimento na ordem dos 43 mil euros, metade financiando pelo Instituto de Financiamento de Agricultura e Pescas (IFAP). Segundo o presidente da autarquia, cerca de 2300 alunos vão ser abrangidos por esta medida.

O Regime de Fruta Escolar tem por objeto principal a aquisição e distribuição de fruta e produtos hortofrutícolas aos alunos que frequentam as escolas do 1.º ciclo do ensino básico. Em Santo Tirso, todavia, a Câmara Municipal decidiu estender o programa regime de fruta ao pré-escolar, por considerar que a adoção de hábitos alimentares saudáveis deve começar na primeira etapa da educação básica. Além disso, com a entrada em atividade do programa Mimar – atividades durante as interrupções letivas –, a autarquia decidiu continuar a distribuição de fruta nesse período.

Todos os restantes pontos da ordem do dia foram aprovados por unanimidade.

Partilhar
ColorAdd Icone