Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

Joaquim Couto lança primeira pedra do complexo de Roriz

08 Agosto 2014
1 1 980 2500

O secretário de Estado do Desporto e da Juventude, Emídio Guerreiro, e o presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Joaquim Couto, lançaram hoje, dia 8 de agosto, a primeira pedra do Complexo da União Desportiva e Social de Roriz, numa cerimónia que teve lugar no centro do terreno de jogo e que contou com a presença do vereador do Desporto, José Pedro Machado, e do presidente da Junta de Freguesia de Roriz, Moisés Andrade.

Orçado em cerca de um milhão de euros, o projeto de requalificação do campo de jogos da União Desportiva e Social de Roriz vai finalmente avançar, depois de um impasse de mais de uma década. Para o desbloqueamento do processo relativo ao arranque da obra, contribuiu o papel do presidente da Câmara de Santo Tirso, responsável por um conjunto de “démarches” junto do Governo e da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional Norte, com vista a garantir o financiamento para construir o complexo desportivo.

Hoje, Joaquim Couto era, por isso, “um presidente de Câmara com o sentimento de dever cumprido”, uma vez que esteve na origem do projeto, há mais de 20 anos, e, de regresso à presidência da autarquia, está no lançamento da primeira pedra do equipamento desportivo em Roriz.

“Sinto-me, naturalmente, satisfeito e mesmo emocionado por estar a participar no pontapé de saída de um projeto que levou tantos anos a resolver, por razões que não interessam agora estar a dissecar”, reconheceu o presidente da Câmara, para quem “esta infraestrutura desportiva é inteiramente merecida, para o clube, para a população de Roriz e para o concelho”.

Joaquim Couto fez ainda votos para, “brevemente”, estar presente na cerimónia de inauguração do complexo desportivo e deixou também a garantia, depois do repto lançado pelo presidente da Direção da União Desportiva e Social de Roriz, Francisco Bessa, “de que não será por falta de apoio da Câmara que a obra não se concretizará”.

Também o secretário de Estado do Desporto e da Juventude, Emídio Guerreiro, se mostrou “satisfeito” por estar em Santo Tirso a participar no lançamento da primeira pedra do Complexo da União Desportiva e Social de Roriz, em resultado do “empenho pessoal” que colocou na resolução do problema que “se arrastava há alguns anos”.

A solução administrativa para garantir parte do financiamento da obra passou pelo acesso às verbas que sobraram dos fundos comunitários, com o Governo a endereçar um convite especial à União Desportiva e Social de Roriz para poder concorrer às sobras do Quadro de Referência Estratégica Nacional, após a Câmara ter feito uma carta de conforto a apoiar o projeto.

Por fim, o presidente da Direção da União Desportiva e Social de Roriz, Francisco Bessa, considerou, no discurso proferido na cerimónia de lançamento da primeira pedra, que hoje “era um dia histórico para o clube”, que finalmente via começar a ser concretizado o projeto de construção do complexo desportivo, “apesar de alguns bloqueios e mesmo tentativas de boicotar uma legítima aspiração do clube e da freguesia”.

O presidente da Direção fez também questão de “agradecer a três pessoas”, nomeadamente ao presidente da Câmara de Santo Tirso – “Tenho bem consciência do esforço que desenvolveu junto de várias instituições para fazer o projeto avançar”, realçou – e ao vereador do Desporto, José Pedro Machado, que “sempre apoiou, mesmo com custos pessoais e políticos, a construção do complexo desportivo”.

1 1 980 2500
Partilhar
ColorAdd Icone