Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

Refeições escolares vão custar à Câmara cerca de 700 mil euros

05 Agosto 2014
Reuni o c mara 1 980 2500

O executivo municipal presidido por Joaquim Couto aprovou hoje, dia 5 de agosto, em reunião de Câmara, a comparticipação dos custos das refeições fornecidas aos cerca de três mil alunos que frequentam o pré-escolar e o 1º Ciclo dos estabelecimentos de ensino do concelho. No total, os encargos com as refeições escolares no ano letivo 2014-2015 atingem os cerca de 700 mil euros.

A despesa estimada referente aos alunos carenciados (escalão A, gratuito, e escalão B, 50% do custo da refeição) será de, aproximadamente, 500 mil euros e envolve mais de 1300 alunos do pré-escolar e do 1º Ciclo ao longo de todo o ano letivo. Já os alunos que integram o escalão C, os quais pagam um valor de refeição inferior ao efetivamente cobrado à Câmara, implicam um esforço financeiro por parte da Câmara na ordem dos 200 mil euros/ano.

O executivo municipal decidiu ainda aprovar, por unanimidade, a celebração de um contrato-programa de desenvolvimento desportivo com a associação Trampolins de Santo Tirso-Clube de Desporto e Aventura, no valor de 4750 euros/ano. A Câmara atribuiu também, por unanimidade, um subsídio de 1070 euros, a distribuir pelo agrupamento de escolas D. Afonso Henriques (Vila das Aves) e pelas associações de pais da escola primária e pré-primária de Guimarei, escola primária n.º 1 de Sequeirô e EB do I Ciclo e jardim-de-infância de Arcozelo (Água Longa), para promoção de colónias de férias, com o objetivo de proporcionar a milhares de crianças atividades pedagógicas de natureza socio-afetiva e psicomotora.

Já a Associação de S. Miguel Arcanjo, na Vila das Aves, e a Associação Amigos de Sanguinhedo vão receber, respetivamente, 500 e 1400 euros, para as Festas do Padroeiro e para as Festas de Sanguinhedo/2014.

Partilhar
ColorAdd Icone