Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

Câmara atribui fruta a mais de três mil alunos

12 Janeiro 2014
Frutas 1 980 2500

A Câmara Municipal de Santo Tirso reiniciou no passado dia 6 de janeiro, altura do arranque do segundo período do ano letivo, o Regime de Fruta Escolar, um programa cuja ideia base é a de que a fruta é um alimento essencial e capaz de ajudar a fomentar uma dieta saudável entre os mais pequenos. O programa, de cariz nacional, destina-se aos alunos que frequentam o 1.º ciclo, durante o período de aulas. No entanto, a Câmara Municipal de Santo Tirso decidiu alargar o regime às crianças do pré-escolar e durante as alturas das férias letivas (Páscoa e mês de julho, período durante o qual as escolas se mantêm abertas no âmbito do programa MIMAR). “O Regime de Fruta Escolar tem como objectivo incentivar os alunos a adquirirem hábitos de alimentação saudáveis e alertar para os benefícios do consumo da fruta”, explica o presidente da autarquia, Joaquim Couto, realçando que, neste contexto, o município decidiu garantir as mesmas condições para os alunos do pré-escolar. No total, são 3 182 as crianças de Santo Tirso abrangidas pelo programa, 2 232 do 1º ciclo e 950 do pré-escolar.

O Regime de Fruta Escolar prevê a distribuição de duas peças de fruta duas vezes por semana e é financiado pelo Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas (IFAP), no caso dos alunos do 1º ciclo. Com o alargamento do programa ao pré-escolar, a Câmara Municipal de Santo Tirso assume o investimento extra e que totaliza quase 13 mil euros. Segundo Joaquim Couto, “faz todo o sentido que o programa tenha continuidade durante as interrupções das aulas, uma vez que também nessa altura são garantidas as refeições de almoço”. Recorde-se que autarquia arrancou, pela primeira vez, com o programa MIMAR que permite às crianças do 1º ciclo frequentar a escola nas férias (Natal, Páscoa e julho).

O Regime de Fruta Escolar implementado pela Câmara Municipal de Santo Tirso é também uma forma de contribuir para a redução dos custos sociais e económicos associados a regimes alimentares menos saudáveis.

Frutas 1 980 2500
Partilhar
ColorAdd Icone