Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

Arrancou programa da escola a tempo inteiro

19 Dezembro 2013
Yr8b6675 1 980 2500

O presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Joaquim Couto, deu hoje, 18 de dezembro, o pontapé de saída simbólico no programa da escola a tempo inteiro no concelho, com a apresentação pública, no Centro Escolar de S. Bento da Batalha, do MIMAR, o projeto lançado pela primeira vez no Município destinado à ocupação dos alunos do 1º Ciclo do Ensino Básico durante as interrupções letivas.

A partir de hoje e até 3 de janeiro, período de duração das férias de Natal, a autarquia de Santo Tirso disponibiliza a 750 crianças das 2100 que frequentam o 1º Ciclo do Ensino Básico um conjunto de atividades, das 9h00 às 17h30, em oito polos de animação espalhados pelo concelho, designadamente no polo de S. Bento da Batalha, S. Tomé de Negrelos, S. Martinho, Vale do Leça, Ermida, Bom Nome, Sequeirô e Costa, em Roriz.

O programa MIMAR implica um investimento de 50 mil euros por parte da Câmara e envolve 37 animadores, distribuídos pelos oito polos, sendo que 11 são estudantes voluntários, e 90 orientadores técnicos, que vão acompanhar mais de 10 áreas temáticas disponíveis para as 750 crianças do concelho, da música à pintura, passando pelas artes plásticas, pastelaria, dança, golfe, karaté, química divertida, informática, exploração da natureza e adornos e adereços de Natal.

Na apresentação do programa da escola a tempo inteiro, o presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso sublinhou “a importância do projeto do executivo municipal para os alunos e para as famílias do concelho”, que, pela primeira vez, “podem tirar partido de uma medida que se enquadra no conceito de escola pública inclusiva”.

Joaquim Couto defendeu, no Centro Escolar de S. Bento da Batalha, que “a Câmara tem uma visão abrangente do que deve ser o processo educativo”, que, ainda segundo o autarca de Santo Tirso, “não pode ser visto de forma atomizada”, isto é, “a escola não substitui a família, nem a família substitui a escola”. É um processo, acrescentou, que “envolve um conjunto de agentes, que devem trabalhar no sentido de criar as melhores condições para a aprendizagem e formação dos alunos do concelho”.

O presidente da Câmara considerou também que o lançamento do programa da escola a tempo inteiro fazia parte do compromisso eleitoral apresentado quando se candidatou à presidência da autarquia de Santo Tirso, pelo que, mal tomou posse, iniciou “de imediato o processo com vista à concretização de uma medida estrutural no âmbito das políticas municipais” que o executivo quer pôr em prática no concelho.

“Foi necessário fazer um grande esforço para conseguir colocar em marcha, em tão pouco tempo, o programa MIMAR, mas quisemos dar um sinal de que, para nós, a Educação é, de facto, uma prioridade”, garantiu Joaquim Couto, para quem a medida “é um exemplo da boa aplicação de dinheiros públicos ao serviço da população de Santo Tirso, que assim passa a ter mais uma resposta oferecida pela rede pública local”.

Depois de justificar a visita ao Centro Escolar de S. Bento da Batalha, para assinalar o arranque do programa MIMAR, com “o exemplo de integração social conseguido pela escola”, Joaquim Couto anunciou, às cerca de 150 crianças que vão frequentar o polo na interrupção letiva, aos diretores de agrupamento, às associações de país, aos professores do estabelecimento de ensino, aos voluntários e aos presidentes de Junta, a abertura do concurso para o arranjo exterior do centro escolar, envolvendo a prometida colocação de dois equipamentos infantis, num investimento municipal de 25 mil euros.

Uma prenda antecipada que arrancou palmas a todos os presentes na cerimónia de apresentação do programa MIMAR.

Yr8b6675 1 980 2500
Partilhar
ColorAdd Icone