Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

Câmara atribui 1,2 milhões de euros de benefícios fiscais às empresas

06 Fevereiro 2018
Cerim nia protocolar realizou se na felpinter 1 980 2500

MINISTRO DA ECONOMIA ELOGIA ESCOLHA DA AUTARQUIA “EM ESTAR AO LADO DOS EMPRESÁRIOS”

O presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Joaquim Couto, assinou, esta segunda-feira, os contratos de atribuição de benefícios fiscais a seis empresas do concelho. Na cerimónia, que contou com a presença do ministro da Economia, foi atribuído o estatuto de Projeto de Interesse Municipal a investimentos que, no total, representam 36 milhões de euros e se traduzem na criação de cerca de 150 postos de trabalho.

“É um prazer voltar a Santo Tirso e ver como se trabalha bem.” A afirmação é de Manuel Caldeira Cabral, ministro da Economia, que marcou presença na cerimónia protocolar de atribuição de incentivos fiscais a seis empresas do concelho, que decorreu esta segunda-feira na Felpinter.

O ministro da Economia fez questão de felicitar a autarquia “não pelos incentivos em si, mas por aquilo que eles demonstram, a vontade de estar ao lado dos empresários, permitindo-lhes fazer aquilo que fazem melhor, produzir, criar emprego e exportar”.

“Joaquim Couto percebeu há muito que hoje o investimento é uma prioridade, sendo, por isso, um exemplo para todos os autarcas, pois percebe o tempo dos empresários, que é um tempo muito célere, de quem não pode ficar à espera”, acrescentou.

Durante a cerimónia, foram formalizados os contratos de atribuição do título de Projeto de Interesse Municipal às empresas Adi Center, Albino&Filhos, CS Plastic, Dux Interiores, Felpinter e Panik. Na totalidade, os projetos das seis empresas representam 36 milhões de euros de investimento e cerca de 150 postos de trabalho.

“Para mim, é um momento bastante feliz estarmos aqui hoje, dia em que assinalamos os 100 dias de mandato, a assinar estes contratos, na presença do ministro da Economia”, considerou o presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso.

Joaquim Couto acrescentou ainda que a atribuição dos benefícios fiscais “é um sinal visível de que estamos no bom caminho, tanto no valor global de investimento no concelho, que continua a crescer, quanto na relação de proximidade que a Câmara está a estabelecer com o mundo empresarial, e que tem facilitado a vinda de investimento ou ajudado a reforçar o investimento dos que já cá estão”.

No conjunto das seis empresas, a Câmara vai atribuir 1,2 milhões de euros de benefícios fiscais, por via da redução do Imposto Municipal sobre Imóveis, Derrama ou licenças e taxas municipais.

Câmara atribuiu 1,2 milhões de euros em benefícios fiscais

Cerim nia protocolar realizou se na felpinter 1 980 2500
Partilhar
ColorAdd Icone