Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

Pintor Rui Duarte expõe no Centro Cultural Municipal de Vila das Aves

03 Novembro 2017
Exposi  o e pur si muove  2  1 980 2500

“E PUR SI MUOVE” PATENTE ENTRE 8 DE NOVEMBRO E 15 DE DEZEMBRO

De 8 de novembro a 15 de dezembro, Rui Duarte apresenta a exposição “E pur si muove”, no Centro Cultural Municipal de Vila das Aves. Inspirada nas palavras de Galileu, a exposição desafia o senso comum através da arte, incitando o espetador a fazer as leituras que a sua imaginação for capaz de gerar.

“E pur si muove (“E, no entanto, ela move-se”), terão sido as palavras sussurradas por Galileu Galilei, ao terminar a leitura da renúncia a que havia sido forçado pela Inquisição, em junho de 1633. Tratou-se, como é sabido, de obrigá-lo a desmentir publicamente o que tinha sido e continuava a ser sua profunda convicção, isto é, de que é a Terra que gira à volta do Sol e não o contrário.

Inspirada nestas palavras, a exposição “E pur si muove”, de Rui Duarte, chega ao Centro Cultural Municipal de Vila das Aves, no dia 8 de novembro. Segundo o autor, “a obra surge não para desafiar uma qualquer autoridade religiosa através da Ciência, mas simplesmente para desafiar o senso comum através da Arte, incitando o espetador a fazer as leituras que a sua imaginação for capaz de gerar, a partir da análise de um conjunto de pinturas”.

O resultado final surge como um conjunto de construções, velhas ou em ruínas, feitas de linhas e cores livres e animadas, que convidam o espectador a embarcar na vida e movimento que elas insinuam, num registo estético que oscila entre o figurativo e o surreal.

Rui Duarte nasceu em França, mas ainda na sua infância veio viver para Portugal, em Amarante. Licenciado em Educação Visual e Tecnológica, é mestre em Educação e Doutorado em Estudos da Criança, com especialização de Comunicação Visual e Expressão Plástica.

Lecionou em várias escolas do ensino básico e secundário, e ainda na Universidade do Minho e na Escola Superior de Educação de Fafe, onde foi docente de disciplinas de metodologia e didática da educação artística, bem como de oficinas de expressão plástica, tendo ainda orientado vários trabalhos de investigação.

A entrada para a exposição “E pur si muove” é gratuita e pode ser vista até 15 de dezembro.

Partilhar
ColorAdd Icone