Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

XXII Festival Internacional de Guitarra

16 Maio 2015 a 06 Junho 2015
Cartaz 1 980 2500

São sete concertos, três master classes, umworkshop e dois dias de festival nas escolas. A vigésima segunda edição do Festival Internacional de Guitarra de Santo Tirso decorre entre 16 de maio e 6 de junho e traz pela primeira vez a Portugal nomes como o do alemão Joscho Stephan, o ingês Mike Dawes ou a argentino Pablo Márquez, considerado um dos virtuosos e mais versáteis guitarristas da atualidade. 

Toda a informação em www.festivaldeguitarra.org

Programa Completo:

16 de Maio - 21H30
Auditório Eng.º Eurico de Melo
Jazz
Joscho Stephan Trio (Alemanha)

Joscho Stephan tinha apenas 20 anos quando lançou o seu primeiro CD na reputada editora discográfica Acoustic Music Records. No entanto, o seu nome já era bem conhecido pelos insiders e reconhecido como um expoente em grande ascensão no domínio da guitarra acústica. Na estreia, aquele registo discográfico foi nomeado CD do mês pela revista americana Guitar Player e a crítica mostrou-se eloquente sobre este virtuoso jovem músico, que trabalha na tradição do swing de Django Reinhardt.
Com uma abordagem do jazz tipicamente europeia, Joscho Stephan, com a sua encantadora mistura de alegria vibrante e atitude descontraída, proporciona o ambiente ideal para o desenvolvimento das habilidades técnicas que caracterizam a sua execução. Por esta razão, o lançamento dos seus CD despertam sempre uma atenção muito particular do público e da crítica. No seu quarto álbum, "Acoustic Live", Stephan mostra a sua maestria de Gipsy Jazz, variando de trio para sexteto, ampliando os limites do género que explora.
Joscho Stephan é um artista cada vez mais requisitado pelos festivais internacionais de renome e, por isso, vai agora marcar presença em Santo Tirso.

22 de Maio – 21h30
Biblioteca
Fingerpicking
Mike Dawes (Inglaterra)

Desde o lançamento do seu álbum de estreia, em 2013, que Mike Dawes percorre ininterruptamente todos os continentes, levando o público jovem ao delírio com as suas performances, que evidenciam uma técnica instrumental estonteante e uma musicalidade elaborada.
Mike participou no DVD de Justin Hayward (ex Moody Blues) gravado ao vivo, classificado nº 2 da Billboard, e acompanha regularmente aquele músico nas digressões pela América do Norte, como guitarrista solo. Mike Dawes tem gravado e, simultaneamente, contribuído para a preparação de muitos artistas vencedores de grammys.
Steve Vai, Gotye e James Valentine (Maroon 5), músicos consagrados dos palcos internacionais, referem-se ao trabalho de Mike Dawes com grande admiração. O guitarrista dos Maroon 5, por exemplo, afirmou a propósito de uma atuação de Dawes ao vivo: “O que está a acontecer é simplesmente formidável!”
Mike Dawles é um artista com capacidades técnicas superiores, capaz de criar os coloridos mais inusitados e as texturas mais singulares no seu instrumento, cujo testemunho só se revela plenamente ao vivo.

23 de Maio – 21h30
Biblioteca Municipal
Clássica
Pablo Márquez (Argentina)

O guitarrista argentino Pablo Márquez é considerado um dos virtuosos mais versáteis e completos da atualidade.
Em 1987, o seu nome passou a ser reconhecido internacionalmente ao conquistar, aos 20 anos de idade, o primeiro prémio no Concurso Villa-Lobos, no Rio de Janeiro, um dos mais disputados concursos internacionais de guitarra, e também o Concurso Internacional da Radio-France de Paris. O sucesso e os prémios obtidos nos Concursos de Genebra e Munique abriram-lhe as portas dos grandes centros musicais internacionais.
Pablo Márquez fez a sua formação musical em Salta com Graciela Lloveras e Eduardo Corces, e aperfeiçoou-se em Buenos Aires com Jorge Martínez Zárate e Eduardo Fernández. Estabeleceu-se em França para completar os estudos musicais, quer em música antiga com Javier Hinojosa, quer em direção orquestral com Eric Sobzyck.
Ao longo de sua carreira, apresentou-se em mais de 50 países, sendo aclamado nos mais relevantes palcos como o Concertgebouw de Amsterdão, Cité de la Musique em Paris, Toranomon Hall em Tóquio, Teatro Colón em Buenos Aires e nos grandes Festivais como Aix-en-Provence, Avinhão, Estrasburgo, San Sebastián ou Macau, apresentando-se quer como solista quer em colaboração com o Rosamunde Quartett (Anne Gastinel, Dino Saluzzi, Mario Caroli e Anja Lechner). Enquanto solista, apresentou-se com o Ensemble Intercontemporain, Bayerische Rundfunk, Filarmónica de Radio France, Nordwest-Deutsche Philharmonie.
É membro fundador do AlmaViva Ensemble, que se dedica a pesquisar e divulgar o repertório de música de câmara latino americana. O seu envolvimento com a música contemporânea conduziu-o à colaboração com grandes compositores como Luciano Berio, György Kurtág, Mauricio Kagel, e a estrear obras de Oscar Strasnoy, Arthur Kampela, Zad Moultaka, Félix Ibarrondo, Fuminori Tanada, Ramón Lazkano, Javier Torres Maldonado. Em 1995, foi convidado por Pierre Boulez para interpretar a Sequenza XI de Berio, na homenagem aos 70 anos deste importante compositor italiano.
As suas gravações para a ECM New Series, Kairos e Naïve receberam numerosas distinções como o Grand Prix du Disque da Academia Charles Cros, Prémio Amadeus, RTL d’Or, e foram ainda designadas como o melhor disco de música antiga pela revista Neue Musik Zeitung na Alemanha (Narváez en ECM) e melhor CD de música clássica do ano pela Readings na Australia (Narváez, ECM).
Pablo Márquez é professor de música da Musik-Akademie de Basileia, na Suíça.

29 de Maio - 21h30
Fabrica Santo Thyrso
Novas expressões

Joaquim Pavão (Portugal)

Guitarrista, compositor e cineasta, nasceu em 1975, no Porto.
Escreveu e gravou para realizadores como Janek Pfeifer, Claudio Jordão, Patrícia Figueiredo, Artur Correia, Miguel Gonçalves Mendes, Pierre Hebert e também para encenadores como Carlos Fragateiro, José Geraldo, José Carretas, Isabel Fernandes Pinto. Compôs ainda obras para a coreógrafa Olga Roriz, para o guitarrista Pedro Rodrigues, para a Orquestra Filarmonia das Beiras e para a Orquestra Regional do Centro.
Como cineasta assina diversas criações, destacando-se Fios de tempo e Miragem, obras apresentadas em diversos Festivais.
A sua obra está disponível nas edições AVA Musical.
Um filme concerto
Um concerto onde são interpretadas obras escritas para filme. Com o programa para guitarra solo que inclui avenida a sesta jasão. Tropisme e (re)volta e meia. Serão projetados os filmes e imagens que, integrados com a música, proporcionam uma viagem ao universo do compositor e cineasta.

30 de Maio – 21h30
Centro Cultural de Vila das Aves
Clássica
Amadeus Duo (Alemanha)

Dale Kavanagh (Canadá) e Thomas Kirchhoff (Alemanha) tocam juntos desde 1991 e têm no currículo mais de mil concertos em mais de 50 países, na Europa, nas Américas do Norte, Central e do Sul e na Ásia.
A crítica e público reconhecem nestes brilhantes músicos o temperamento virtuoso, a sua capacidade criativa, o fraseado musical e a articulação altamente sensível, bem como a grandiosidade do som, quente e rico, que preenche os grandes auditórios.
O duo Amadeus é reconhecidamente especialista na execução de obras para duo de guitarras e orquestra. Paralelamente aos programas de música de câmara, tocam frequentemente em concertos com reputadas orquestras, executando obras para duas guitarras e orquestra de Joaquin Rodrigo, Gheorghe Zamfir, Sérgio Assad, Harald Genzmer, Carlo Domeniconi, Jaime M. Zenamon, Roland Dyens, para além de Antonio Vivaldi e Joseph Haydn. Neste âmbito o Amadeus Guitar Duo apresenta-se regularmente com as Orquestras de Câmara de Praga, Munique, Mannheim, com a Philharmonia Hungarica, O Presidente Orchestra Ankara, Philharmonica Estadual de Halle, de Câmara de Mainz e Filarmônica de Turingen.
Os 12 registos em CD (Haenssler-Classic, Fono) e as frequentes apresentações e gravações para a rádio e transmissões de televisão (BBC, CBC, ZDF, WDR, TRT, RTL) atestam o alto nível do Amadeus Guitar Duo.
Dale Kavanagh e Thomas Kirchhoff são ambos professores na reputada Musikhochschule de Detmold, onde organizam um dos mais importantes festivais internacionais de guitarra clássica.
O Amadeus Guitar Duo toca exclusivamente com cordas D'Addario e com guitarras Stephen Connor, Boston e Antonius Muelle, Alemanha.

5 de junho – 21h30
Auditório Padre António Vieira
Clássica
Judicael Perroy / Orquestra Artave (França / Portugal)

Judicaël Perroy começou os estudos de guitarra clássica aos 7 anos. De 1983 a 1988, estudou em Aulnay-sous-Bois com Delia Estrada e Raymond Gratien. Continuou os seus estudos com Roberto Aussel e em 1994 concluiu a licenciatura na École Normale de Musique de Paris, tendo obtido o primeiro prémio do Conservatório Nacional de Música e Dança de Paris, em 1996.
Vencedor por unanimidade do 15º Concours René Bartoli, em 1997 ganhou o primeiro prémio na 15th Guitar Foundation of America International Competition and Convention GFA, realizando de seguida uma série de concertos bem como masterclasses nos EUA e no Canadá.
Judicaël Perroy atua regularmente em concerto, nomeadamente em França, Alemanha, Sérvia, Austrália, Dinamarca, Rússia, México, Singapura.
Gravou para a editora francesa Quantum, sendo distinguido com “5 Diapasons”, e mais recentemente para as editoras Bayard Musique e Naxos.
Além dos concertos, Judicaël Perroy é um professor muito requisitado internacionalmente para ministrar masterclasses e os seus alunos são regularmente distinguidos com prémios em competições nacionais e internacionais. Atualmente leciona no Conservatório Nacional de Aulnay-sous-Bois.

Orquestra ARTAVE
A Orquestra ARTAVE é constituída por cerca de 80 elementos, todos alunos da Artave (e do Centro de Cultura Musical), com uma média de idades entre os 14 e os 18 anos, e teve como maestros responsáveis António Soares e Roberto Pérez. Atualmente, a Orquestra é dirigida pelo maestro Luís Machado.
Para além do vasto e diversificado repertório sinfónico já cumprido pela Orquestra, tem merecido destaque o projeto de produção de Óperas, em cooperação com o CCM. Estreias, nacionais ou em versão portuguesa, de A Casinha de Chocolate (Hansel und Gretel) de Humperdinck (2002), A Arca de Noé de Britten (2003), A Bela Adormecida de Respighi (2004), Auto de Coimbra Manuel Faria (2007) e duas versões de O Pequeno Limpa-Chaminés (The Little Sweep) de Britten (2000 e 2006).
A Orquestra ARTAVE tem-se apresentado nas mais importantes cidades do país e em várias cidades de Espanha com grande sucesso, sendo convidada do Ciclo Ibérico de Música Sacra (Tui, Espanha), da Promenade Jovens Músicos promovida pela RDP, Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim e Festival de S. Roque (Lisboa) bem como nos Concertos Promenade do Coliseu do Porto. Em 1995 participou, nas cidades da Corunha e de Santiago de Compostela, na 1ª apresentação mundial (moderna) de obras de Melchor Lopez. Realizou, em 1993, uma digressão que recolheu grande sucesso no público e na crítica de sete Estados do Brasil.
No presente Festival a Orquestra apresenta-se com professores e alunos.
Luís Machado Maestro
Nasceu em 1978 em Santo Tirso. Tendo iniciado os estudos musicais aos doze anos com o professor Carlos Carneiro, no mesmo ano ingressa na ARTAVE, onde estudou violino com os professores José Camarinha e Gaio Lima.
Como bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian obteve a licenciatura em violino na Hogeschool voor de Kunsten Utrecht – Holanda, na turma da professora Keiko Wataya. Em 2005, na Royal Academy of Music em Londres, concluiu com distinção o curso de pós-graduação em direção de orquestra, tendo estudado com os maestros Colin Metters, Sir Colin Davis e George Hurst. Em 2013, terminou o grau de mestre em Ensino Especializado da Música na Universidade Católica Portuguesa, no Porto. Nesta instituição, participou na qualidade de orador nas 1as Jornadas de Pedagogia no Ensino Artístico Especializado da Música em 2011.
Tem dirigido a Orquestra Sinfónica Artave, a Royal Academy Concert Orchestra, o Manson Ensemble, Lusocello Ensemble, a Orquestra Sinfónica de Havant, a Orquestra do Algarve, Orquestra de Câmara do Minho e a Orquestra da Universidade do Minho.
Em 2009, fez a estreia nacional da ópera “Aladino e a Lâmpada Mágica” de Nino Rota.
Atualmente, é professor na Artave e o maestro responsável pela Orquestra Artave.

6 de Junho - 21h30
Auditório Eng.º Eurico de Melo
Clássica
Soloduo (Itália)
Como SoloDuo, Matteo Mela e Lorenzo Micheli têm tocado por toda a Europa, na Ásia, nos EUA, no Canadá e na América Latina, sendo aclamados nas mais importantes salas de concerto: Carnegie Hall de Nova Iorque, Sejong Chamber Hall de Seoul, Salão das Colunas de Kiev, Konzerthaus de Viena, sendo também considerados um expoente maior deste tipo de ensembles. Sobre uma das suas performances, o jornal The Washington Post escreveu: "A execução da dupla de guitarristas foi arrebatadora, com profunda e inesquecível musicalidade levada ao mais alto nível."
Além do repertório clássico, romântico e contemporâneo, Matteo e Lorenzo – contando com a colaboração do luthier Massimo Lonardi - exploram a Música Antiga para guitarra barroca e teorba.
Juntos, Matteo e Lorenzo, têm uma extensa discografia, destacando-se os Três Quartetos, op. 19 de François de Fossa (Stradivarius 2004), uma coletânea de música italiana do século XVII para guitarra barroca, alaúde e teorba "La Suave Melodia" (Stradivarius, 2008), "Solaria", uma antologia de obras-primas do século XX para duo de guitarras (Pomegranate, 2007), Duos Concertantes de Antoine De Lhoyer (Naxos, 2007), uma coletânea de obras de câmara de Mauro Giuliani (Amadeus, 2008), uma antologia de peças do século XIX para duas guitarras "Noesis" (Pomegranate, 2009), sonatas de Ferdinand Rebay (Stradivarius, 2010 ), árias e cantatas de Alessandro Scarlatti (Stradivarius, 2013), os 24 Prelúdios e Fugas de Mario Castelnuovo-Tedesco, bem como mais duma dezena de gravações a solo nas marcas Naxos, Brilliant Records, Kookaburra, Mel Bay e Stradivarius.
Matteo reside em Genebra, na Suíça onde leciona no Conservatório Populaire e Lorenzo vive em Milão, na Itália, e ensina no Conservatório CSI em Lugano, na Suíça, e no Conservatório de Aosta, Itália.

Atividades pedagógicas
FÁBRICA SANTO THYRSO – Auditório IMOD
Mike Dawes – Workshop - 22 Maio
Pablo Márquez – Master class - 23 Maio
Amadeus Guitar Duo – Master class - 29 Maio
SoloDuo – Master class – 05 Junho

Festival nas Escolas
“Toque de Caixa” – Música e instrumentos tradicionais - 22 de Maio
Biblioteca Municipal


Joaquim Pavão – Música para filmes do intérprete - 28 de Maio
Fábrica Santo Thyrso

Partilhar
ColorAdd Icone