Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

Tributo a Ary dos Santos no CCVA

30 Abril 2014
Cartaz tributo a ary dos santos 1 980 2500

No próximo dia 30 de abril, véspera do feriado do 1ª de maio, o Centro Cultural de Vila das Aves acolhe um espetáculo de tributo a Ary dos Santos que junta em palco Ivo Machado (guitarra e voz) e António Sousa (declamação).

São de José Carlos Ary dos Santos, falecido há 30 anos, muitas das palavras sobre as portas que abril abriu. Poeta irreverente e arrebatador, espalhou pelos caminhos das aldeias, vilas e cidades de Portugal, a poesia que apaixonado escreveu. Poesia que nos falava de amor, de ternura, mas também do trabalho, da injustiça, da fome e do desejo que a vida dos homens fosse melhor. E foi, acima de tudo, um poeta de canções que o povo cantou. Desfolhada Portuguesa na voz de Simone de Oliveira, Menina do Alto da Serra, interpretada por Tonicha ou Tourada que Fernando Tordo eternizou são disso exemplo.

Ao longo da sua vida escreveu mais de 600 poemas para canções e colaborou com diversos compositores, como Nuno Nazareth Fernandes, Fernando Tordo, com quem fez uma das duplas mais criativas da canção portuguesa, mas também Alain Oulman, José Mário Branco, Paulo de Carvalho ou António Victorino de Almeida. As músicas de Ary dos Santos foram passando de geração em geração, como uma herança familiar valiosa e hoje, artistas como Mariza, Camané, Pedro Moutinho e Mayra de Andrade, cantam o poeta.

De estatura forte e a voz vibrante, Ary dos Santos nasceu em Lisboa a 7 de dezembro de 1937 e faleceu a 18 de janeiro de 1994 na mesma cidade pela qual se apaixonou e foi amante.

Volvidos 40 anos do 25 de Abril, e nas vésperas de um 1º de Maio, Ivo Machado e António Sousa relembram a poética de Ary dos Santos dita e cantada. O espetáculo de tributo ao autor de canções intemporais como Cavalo à Solta e Lisboa Menina e Moça tem entrada livre.

Cartaz tributo a ary dos santos 1 980 2500
Partilhar
ColorAdd Icone