Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

PARQUE URBANO DE GEÃO (OUT2019)

Parque urbano geao 1 980 2500

CALENDÁRIO
DIA26 SAB OUT 2019
HORÁRIO
10H00 ÀS 13H00
PONTO DE ENCONTRO
LOJA INTERATIVA DE TURISMO

INSCRIÇÃO GRATUITA
LOJA INTERATIVA DE TURISMO
CONTATO | santotirso@cm-stirso.pt
CONTATO | turismo@cm-stirso.pt
CONTATO | 252 830 411

 

DESCRIÇÃO

Parque verde urbano integrado no Plano de Pormenor da Quinta de Geão na cidade de Santo Tirso.

O Projeto comtempla uma abordagem à estrutura verde urbana da cidade e a recuperação e valorização das margens do Rio Sanguinhedo.

O Parque integra uma área com cerca de 68 800,00m2, com uma envolvente densamente urbanizada, onde se concentram equipamentos educativos, culturais e sociais, relevantes no contexto urbano. Constitui-se como sistema de interface entre o meio ribeirinho e o meio urbanizado, entre as áreas nobres urbanizadas, consolidadas, e as áreas mais desestruturadas, com vista à coesão territorial da cidade, nomeadamente, através uma de percursos pedonais e cicláveis que atravessam o rio Sanguinhedo e da criação de Praças centrais, que se articulam entre si: a Norte, a Praça do Sanguinhedo (junto à Associação Amigos do Sanguinhedo), que receciona a área urbanizada de Sobregião, a Poente a Praça de Geão (junto à Biblioteca Municipal), com abrangência ao loteamento da Quinta de Geão, e a Nascente a Praça da Misericórdia, que estreita a ligação ao centro urbano da cidade.

Linhas programáticas de intervenção:
A o enquadramento da propriedade/sede da Associação Amigos do Sanguinhedo (AAS) e áreas envolventes, enquanto polo lúdico e pedagógico;
B a criação da Praça do Sanguinhedo, contígua à AAS;
C a criação da Praça de Geão, contígua à Biblioteca Municipal;
D a criação da Praça da Misericórdia, contígua ao Centro Urbano;
E o acesso geometrizado num “anfiteatro natural” à Escola Básica e Secundária D. Dinis, que possui um arboreto considerável de espécies autóctones que importa valorizar;
F a abertura ao Bairro residencial a Sul da Biblioteca Municipal;
G a construção de “palcos naturais”, para a realização de ateliers culturais e educativos, espetáculos e eventos, em estreita relação com a Divisão de Cultura e Turismo, do Departamento de Cultura, Património e Turismo, da Câmara Municipal de Santo Tirso;
H a criação de espaços de jogo e recreio e de “Streetworkout”, localizados em “clareira aberta“, vocacionados para a estadia informal, onde dominam os revestimentos naturais e sementeiras herbáceas;
I a criação de espaços de interface e transição em “Orlas”, de proteção e enquadramento, com domínio dos maciços arbustivos e herbáceos vivazes;
J o desenvolvimento de espécies autóctones fomentando a biodiversidade e salvaguarda do património natural da Mata Ribeirinha;
K a estabilização das Margens Ripícolas do Rio Sanguinhedo, com recurso pontual a técnicas de engenharia natural (enrocamento e faxinagem viva);
L a estruturação de Percursos Pedonais e Cicláveis (mobilidade acessível),
M a valorização e o enquadramento das áreas que circunscrevem as três esculturas implantadas no âmbito do Museu Internacional de Escultura Contemporânea ao Ar Livre.

Autor do Projeto
Arquiteto Romeu Lima
Técnico Superior da Câmara Municipal de Santo Tirso

Rua de Gross Umstadt
4780|733 SANTO TIRSO

 

GPS | 41.340346, -8.486147

Partilhar
ColorAdd Icone