Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

Segunda fase da ligação a Paradela é prioridade para a Câmara

31 Janeiro 2019
Cmst nail 31 jan 1 980 2500

JOAQUIM COUTO VISITOU FREGUESIA DE VILARINHO

O presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Joaquim Couto, esteve, no passado sábado, em Vilarinho, numa visita de trabalho acompanhada pelo presidente da Junta de Freguesia e da Assembleia de Freguesia, Jorge Faria e Armindo Vieira, respetivamente.

Recentemente intervencionadas, a Rua da Fundição e a Rua Chã da Raposa estão agora dotadas de infraestruturas de águas pluviais e saneamento. As ruas dão acesso direto a várias empresas e os melhoramentos conferem a segurança e comodidade à circulação de veículos pesados e peões.

Acompanhado pelo presidente da Junta de Freguesia de Vilarinho, Jorge Faria, pelo presidente a Assembleia de Freguesia, Armindo Vieira, e pelo vice-presidente da Câmara de Santo Tirso, Alberto Costa, Joaquim Couto visitou ainda o andamento das obras de ligação do cemitério de Vilarinho a Paradela.

Uma intervenção que contempla a requalificação de parte do arruamento que existia, a pavimentação em betão betuminoso, a execução de uma área de circulação pedonal e zona de paragem de transportes públicos. Um investimento na ordem dos 700 mil euros “que irá ter um impacto muito grande na melhoria desta zona e será um elemento facilitador das acessibilidades para todas as pessoas que a utilizam”, acredita o presidente da Câmara de Santo Tirso.

O avanço da segunda fase da obra é, de resto, um dos objetivos da autarquia que, aliada à rede de saneamento e à requalificação da Escola da Laje, serão as prioridades delineadas para a freguesia de Vilarinho.

“A reforma da Escola da Laje vai avançar”, garantiu Joaquim Couto, lembrando que se trata de “um investimento na ordem dos 300 mil euros, muito reivindicado por todos”. O autarca frisou que esta será “mais uma das grandes obras do concelho” na área dos estabelecimentos de ensino e enfatizou a necessidade de, posteriormente, ser feita gestão e manutenção rigorosa. “As infraestruturas escolares ficaram degradadas porque durante 10 ou 20 anos não foi feita manutenção. É uma situação que não voltará a acontecer, de forma a mantermos a excelência do nosso parque escolar”, aludiu.

Sensibilizar a população para a ligação às redes públicas de água e saneamento foi outra das vontades manifestadas pelo presidente da Câmara de Santo Tirso durante esta visita a Vilarinho, lembrando o papel fundamental das Juntas de Freguesia nesta matéria.

Partilhar
ColorAdd Icone