Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

Santo Tirso terá primeiro Centro de Formação de Competências Digitais descentralizado do país

15 Dezembro 2021
Foto final 1 980 2500

PROTOCOLO ASSINADO HOJE ENTRE O CESAE DIGITAL E A CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO TIRSO PREVÊ INVESTIMENTO DE QUATRO MILHÕES DE EUROS

O presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Alberto Costa, e o presidente do CESAE Digital, Luís Manuel Ribeiro, assinaram hoje um protocolo com vista à instalação de um Centro de Formação de Competências Digitais no Município. Resultado de um investimento de quatro milhões de euros, este será o primeiro polo de formação profissional na área das competências digitais descentralizado do país e ficará localizado na Fábrica de Santo Thyrso.

O novo Centro de Formação de Competências Digitais ficará instalado em quatro edifícios da Fábrica de Santo Thyrso, numa área total de cerca de 2000 metros quadrados, disponíveis para acolher salas de formação, serviços administrativos, mediateca e refeitório.


A assinatura do protocolo entre o Município de Santo Tirso e o CESAE Digital decorreu esta manhã e contou com a presença do Secretário de Estado Adjunto, do Trabalho e da Formação Profissional, Miguel Cabrita, que salientou “o cruzamento entre a estratégia local, a importância regional e a prioridade às questões da formação”.


Para o Secretário de Estado, “a digitalização não se consegue fazer sem formação, tanto das pessoas que estão nas empresas como dos desempregados que queremos inserir no mercado de trabalho”. Nesse sentido, a criação deste polo de formação assume-se como um “passo muito importante”, já que “o investimento de 4 milhões de euros vai permitir que, todos os anos, cerca de mil pessoas possam passar por aqui e receber formação nesta área especifica”, referiu.


O presidente do CESAE Digital, Luís Manuel Ribeiro, adiantou que o concelho tem uma “localização geoestratégica” que irá permitir “dar resposta a toda a região norte e a outras regiões do país”. Para além disso, garantiu haver um alinhamento com a estratégia da Câmara Municipal. “Há um grande enfoque no desenvolvimento das competências digitais, na priorização da formação profissional e na vontade de trabalharmos todos em rede”, acrescentou.


As primeiras ações de formação estão previstas para o início de 2024 e Luís Manuel Ribeiro explicou que, até lá, o investimento do CESAE Digital irá possibilitar a instalação de “cerca de 18 salas de formação, distribuídas por 13 salas dedicadas à qualificação de jovens e adultos; cinco laboratórios altamente diferenciados, como por exemplo, ao nível da cibersegurança e ao nível da inteligência artificial e equipamentos de apoio ao desenvolvimento da formação e a todo o ecossistema da Fábrica de Santo Thyrso”.


A criação deste Centro de Formação de Competências Digitais pretende não só evidenciar a importância do digital nas empresas e nas suas qualificações, mas também potenciar sinergias com parcerias tecnológicas. “Estaremos aqui de portas abertas para receber pessoas de todas as idades e contribuir para o seu desenvolvimento ao nível das competências digitais”, assegurou Luís Manuel Ribeiro.


A instalação deste polo de formação profissional na Fábrica de Santo Thyrso constitui uma mais-valia, quer para a oferta formativa profissional do concelho de Santo Tirso quer para o Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica de Santo Tirso e a Incubadora de Negócios Criativos, IMOD – Inovação, Moda e Design, que também lá se encontram instalados.

O presidente da Câmara Municipal, Alberto Costa, acredita que a escolha de Santo Tirso para receber este investimento mostra que “temos boas condições infraestruturais; trabalho feito em matéria de educação, em geral, e formação profissional, em particular; um tecido empresarial forte e gozamos de uma posição de charneira entre a Área Metropolitana do Porto e a região do Vale do Ave”.

Tornar o concelho competitivo ao nível da formação, ajudando a fixar jovens no concelho e preparando-os para os desafios do mercado de trabalho têm sido, de resto, eixos estratégicos do Município. “O que a Câmara Municipal tem vindo a fazer é, por um lado, adequar a oferta formativa às necessidades do território e do tecido empresarial e, por outro, apostar num Plano de Competências Digitais que chegue a todos e permita a capacitação e a inclusão digital das pessoas”, sublinhou Alberto Costa.

“Estamos absolutamente convencidos de que o CESAE Digital será um dos mais importantes parceiros do Município no caminho que iniciámos e que queremos percorrer na era da transformação digital, criando condições e disponibilizando ferramentas e instrumentos capazes de ultrapassar as carências de qualificação técnica e profissional da população ativa e dos jovens”, concluiu.

O CESAE Digital tem como principal objetivo a qualificação, certificação e aperfeiçoamento técnico dos profissionais e dos candidatos a profissões e ainda a valorização da capacidade empresarial, através do desenvolvimento de ações de consultoria e apoio técnico destinadas a empresas, associações empresariais, entre outros. Presta serviços e apoio técnico nas áreas das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC) e do Digital.

Partilhar
ColorAdd Icone