Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

Santo Tirso integra Campanha das Nações Unidas para a Redução do Risco de Desastres

07 Junho 2016
Lmm 5584 1 980 2500

MUNICÍPIO É UMA “CIDADE RESILIENTE”

Santo Tirso passou a integrar o pequeno grupo de municípios portugueses classificados pela Organização das Nações Unidas como “Cidades Resilientes”. Segundo a ONU, Santo Tirso tem adotado o compromisso em torno de práticas de desenvolvimento sustentável, proporcionando bem estar e segurança aos cidadãos.

Uma cidade resiliente é aquela que tem a capacidade de resistir, absorver e recuperar de forma eficiente dos efeitos de um desastre e de maneira organizada prevenir que vidas e bens sejam perdidos. Ora, de acordo com a Organização das Nações Unidas, Santo Tirso é um dos municípios em todo o mundo, o oitavo a nível nacional, que viu reconhecido esse estatuto.

A candidatura à campanha “Cidades Resilientes” (Making Cities Resilient) foi liderada pela Câmara Municipal de Santo Tirso, uma vez que, segundo o presidente da autarquia, se trata de uma oportunidade de prestar atenção a iniciativas que pretendem melhorar as condições ambientais, sociais e económicas da população”.

“A aposta na redução de riscos é uma resposta clara e direta às prioridades da comunidade local, fortalecendo a relação de confiança entre o poder político e os cidadãos”, advoga Joaquim Couto, evocando um dos princípios assumidos pela ONU: “A redução de riscos de desastres ajuda na diminuição da pobreza, favorece a geração de empregos e oportunidades comerciais, a igualdade social, ecossistemas mais equilibrados e ainda atua nas melhorias das políticas de saúde e de educação”.

Neste contexto, o autarca recorda o trabalho de cooperação que tem vindo a ser desenvolvido entre a Câmara de Santo Tirso e as diferentes entidades que atuam na área da Proteção Civil, durante todo o ano.

A campanha da Organização das Nações Unidades tem como principais objetivos reforçar e apoiar a nível local no processo de gestão de risco, encorajar a implementação de medidas locais para reduzir vulnerabilidades do território e incluir o fator de redução de risco no planeamento. A iniciativa pretende ainda aumentar a consciencialização dos cidadãos e dos governos ao nível da redução dos riscos urbanos.

A cerimónia de entrega do certificado “Santo Tirso – cidade resiliente” será feita numa cerimónia oficial em Lisboa, prevista para novembro, que contará com a presença da responsável europeia da ONU, Biljana Markova.

Partilhar
ColorAdd Icone