Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

Santo Tirso comemorou Dia Internacional das Cidades Educadoras

05 Dezembro 2018
Cerimonia decorreu na fabrica de santo thyrso 1 980 2500

SANTO TIRSO COMEMOROU DIA INTERNACIONAL DAS CIDADES EDUCADORAS

A Câmara de santo Tirso assinalou, na última sexta-feira, o Dia Internacional das Cidades Educadoras, com atividades em vários locais do município.

Dirigida a múltiplos públicos, com idades e interesses distintos, a iniciativa pretende, anualmente, valorizar o trabalho desenvolvido desde a proclamação da Carta das Cidades Educadoras, em 30 de novembro de 1990 na construção de uma sociedade informada, participativa, competitiva, justa e solidária.

Esta foi a terceira edição da iniciativa que, em anos anteriores quis salientar o papel educativo dos governos locais e destacar o trabalho dos agentes educativos presentes na cidade e o seu contributo para a construção de uma cidade mais educadora.

Ainda no dia 29, foi colocado na Praça 25 de Abril um “estendal” com t-shirts inspiradas na educação, cidadania e cooperação, feitas nos jardins de infância do concelho.

A cerimónia aconteceu, no dia seguinte, na Incubadora de Moda e Design da Fábrica de Santo Thyrso e incluiu coreografias, encenações teatrais, declamações de poesia e várias outras performances levadas a cabo pela CAID, Universidade Sénior de Vila das Aves e os agrupamentos de escolas do concelho. Durante o discurso de abertura, a vereadora da Educação, Sílvia Tavares, lembrou que “Santo Tirso é cidade educadora há cerca de dez anos, educa e promove a inclusão, a democracia, a integração e o ambiente”, garantiu. Sublinhou ainda que o trabalho é feito “para que a cidade seja construída com a envolvência das pessoas e tendo em conta as suas aspirações”.

Em 2018 o foco da iniciativa foi a importância de se tecerem redes, agregarem aliados na construção do projeto e aumentar o compromisso dos parceiros, sejam eles pessoas individuais, instituições ou associações. “Sozinhos não conseguimos trabalhar, não conseguimos promover a cidade”, adiantou a vereadora, que defende que “só num trabalho em rede, colaborativo, cooperativo é que Santo Tirso consegue ser uma cidade educadora”.

Partilhar
ColorAdd Icone