Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

Santo Tirso com cerca de 700 animais adotados no período de pandemia

21 Junho 2021
Cmst nail 740x400px 21 06 21 1 980 2500

SÓ EM 2021 JÁ FORAM ADOTADOS 312 ANIMAIS NO CANIL/GATIL MUNICIPAL

O número de animais adotados no Canil/Gatil Municipal de Santo Tirso tem vindo a crescer desde a sua entrada em funcionamento, em 2018, e aumentou exponencialmente com a pandemia. De 14 de março de 2020 a 14 de junho de 2021, 302 cães e 389 gatos encontraram famílias.

Desde que os primeiros casos de Covid-19 foram detetados em Portugal, em março de 2020, já foram adotados no Canil/Gatil Municipal de Santo Tirso cerca de 700 animais, num total de 302 cães e 389 gatos. “De facto, a pandemia veio mudar os hábitos das pessoas, que passaram a estar mais tempo em casa e perceberam a importância da companhia dos animais, mas a verdade é que esta tendência de crescimento de adoções se verifica desde a criação do canil”, adianta o presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Alberto Costa.  

De 2019 para 2020 o número de animais adotados no Canil cresceu 116 por cento e o ano terminou com um total de 430 adoções. De 1 de janeiro a 14 de junho de 2021, 312 animais já encontraram famílias, o que representa um crescimento de 297 por cento face a igual período do ano anterior.

Também o número de esterilizações e vacinas tem registado um aumento significativo. Em 2020 foram feitas mais 485 esterilizações do que em 2019, que registava 110, e administradas 622 vacinas, em oposição às 285 do ano anterior.

Para Alberto Costa, os números “são um sinal de que a população está cada vez mais sensibilizada para as causas referentes ao bem-estar animal”. O autarca acredita, por outro lado, que o trabalho levado a cabo pelo Município nesta área tem impulsionado a adoção de animais de companhia e alertado para a importância da vacinação e esterilização.

“A verdade é que temos apostado na melhoria das condições do canil, que já eram boas, e temos tentado garantir que a adoção é mais fácil para as pessoas”, explica o presidente da Câmara, lembrando que “o horário do canil foi alargado para permitir que haja mais tempo para visitar os animais”.

A recolha de animais errantes tem, de resto, acompanhado a evolução dos números e registado um aumento. Nestes casos, adianta Alberto Costa, “nem sempre é fácil perceber se se tratam de animais abandonados ou se já nasceram nas ruas, mas são definidas prioridades e recolhidos os que estão feridos, os que possam representar perigo ou estejam perto de estradas principais, escolas ou edifícios públicos. Tentamos que sejam adotados rapidamente para que haja espaço no canil para acolher mais”.

No Canil/Gatil Municipal de Santo Tirso, a adoção é gratuita e os animais são entregues vacinados, desparasitados e esterilizados.

Partilhar
ColorAdd Icone