Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

Perto de 30 mil já passaram pela sede oficial do MIEC

24 Maio 2018
Concerto de rodrigo le o  1  1 980 2500

PROJETO DE SIZA VIEIRA E SOUTO DE MOURA COMEMOROU SEGUNDO ANIVERSÁRIO

Em dois anos de existência, a sede oficial do Museu Internacional de Escultura Contemporânea já recebeu perto de 30 mil visitantes, dos quatro cantos do mundo. Os últimos dias foram de festa, com dezenas de atividades para toda a família.

Santo Tirso assinalou em festa o segundo aniversário da sede do Museu Internacional de Escultura Contemporânea. De vida curta mas já histórica, o espaço da autoria dos conceituados arquitetos Siza Vieira e Souto de Moura já recebeu perto de 30 mil visitantes, oriundos de países como a Coreia do Sul, o Japão, os Estados Unidos ou a Rússia.

Entre os dias 18 e 21 de maio, foram muitas as iniciativas promovidas pela Câmara Municipal com o intuito de celebrar a data. Entre elas, o concerto de Rodrigo Leão, no passado domingo, que levou centenas de pessoas ao Largo Abade Pedrosa.

“O MIEC tem confirmado, a cada dia que passa, os motivos pelo qual é uma referência nacional e internacional. Este é um espaço de excelência, com exposições dos melhores artistas de todo o mundo, com um conceito que extravasa as paredes deste espaço e que se estende a toda a cidade. É assim que queremos que o seu caminho prossiga: que este seja um museu vivo e que cresça enquanto atração cultural. O número de visitantes que recebemos é uma das razões que temos para comemorar, nomeadamente através deste concerto magnífico de Rodrigo Leão”, declarou aos jornalistas o vereador da Cultura, Tiago Araújo.

A celebrar os seus 25 anos de carreira, Rodrigo Leão subiu ao palco para apresentar “Os Portugueses”, espetáculo de retrospetiva do seu trajeto, a partir da língua portuguesa. O músico, reconhecido além-fronteiras, apresentou um repertório que contou com os seus temas mais amados pelo público, e fez-se acompanhar por Ana Vieira e Celina da Piedade, bem como por uma formação ancorada num naipe de cordas (violino, violoncelo e viola) e um multi-instrumentista.

“Para nós foi muito bom termos este convite e estarmos presentes nas comemorações de aniversário deste museu fantástico. Fomos recebidos de uma maneira muito simpática por toda a gente e estamos muito contentes por apresentar em Santo Tirso o espetáculo “Os Portugueses”, elogiou Rodrigo Leão.

O programa comemorativo contou com várias iniciativas, entre as quais o espetáculo infanto-juvenil “Catabrisa”, destinado aos mais novos, uma conferência sobre “Arte e Imagem”, de Fernando José Pereira e o mini-concerto de Pedro Cabrita Reis, “Uma Escultura para Santo Tirso”.

Durante os quatro dias de comemoração, tiveram ainda lugar várias oficinas lúdico-pedagógicas, direcionadas à comunidade infanto-juvenil, onde os mais novos puderam fazer as suas próprias esculturas e pintar as suas próprias obras de arte.

 

Espetáculo infanto-juvenil Catabrisa

Performance CoLapse, de Pedro Cabrita Reis

Partilhar
ColorAdd Icone