Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

Município de Santo Tirso está a desenvolver projetos de mobilidade sustentável

13 Junho 2016
Img 1073 1 980 2500

PLANOS DE REDE DE TRANSPORTES INTERMUNICIPAIS E REDE DE CICLOVIAS JÁ ESTÃO EM MARCHA

No passado dia 9 de junho, o Parque Ribeiro do Matadouro recebeu a cerimónia de encerramento da “Rota dos 20”, que contou com sugestões para uma mobilidade sustentável, apresentadas pelas escolas do concelho. Neste âmbito, a Câmara Municipal de Santo Tirso tem já em marcha um projeto de rede de transportes intermunicipais e de rede de ciclovias, que ligarão Santo Tirso à Trofa e a Famalicão.

Santo Tirso recebeu o último testemunho da iniciativa “Rota dos 20”, coordenada pela Associação Bandeira Azul (ABAE). A iniciativa contou com a participação de dez escolas do concelho, que apresentaram ao Município várias sugestões para a prática de um dia a dia mais sustentável.

A cerimónia contou com a presença do presidente da Câmara Municipal, Joaquim Couto, e da vereadora da educação, Ana Maria Ferreira. Para o autarca, o tema da mobilidade sustentável está na ordem do dia: “As propostas destes jovens agradaram-nos muito, pela importância do tema da mobilidade sustentável. Representam mais um motivo para a autarquia se envolver ativamente nesta iniciativa”.

Neste âmbito, o presidente da Câmara aproveitou para falar dos projetos que já estão em marcha. “Em cooperação com a Câmara Municipal de Famalicão, estamos a levar a cabo a organização de uma empresa intermunicipal, para desenvolver os transportes municipais que se adeqúem às necessidades da escola e do emprego. Para além disso, este diálogo abrange ainda uma rede de ciclovias, que estão já projetadas e que ligarão o centro da cidade de Santo Tirso a Famalicão e à Trofa”, explicou o autarca.

Mas no âmbito da mobilidade, os projetos da autarquia não ficam por aqui. “Com vista à sustentabilidade, estamos já a desenvolver uma candidatura ao PEDU, no âmbito do 2020, para o espaço partilhado do centro da cidade”, acrescentou Joaquim Couto.

Estes dois projetos de mobilidade sustentável seguem a linha das várias apostas que o executivo municipal tem implementado em matéria de sustentabilidade, nomeadamente ao nível da água, dos resíduos, do ordenamento de território ou da gestão dos espaços florestais.

No ano em que se comemora 20 anos de eco-escolas em Portugal, a Associação Bandeira Azul (ABAE) promoveu esta iniciativa interconcelhia, com o objetivo de alertar a comunidade escolar para a importância de uma mobilidade mais segura, sustentável, eficiente e inclusiva, através do envolvimento das crianças e jovens, professores, assistentes e auxiliares.

Partilhar
ColorAdd Icone