Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

Município continuará a ser parceiro ativo da comunidade educativa local

24 Junho 2021

GARANTIA DE ALBERTO COSTA NA ABERTURA DA ASSEMBLEIA GERAL DA EUROPEA

O presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Alberto Costa, garantiu hoje que o Município continuará a ser um parceiro ativo da comunidade educativa local, designadamente na adaptação da oferta formativa à realidade do território e às necessidades do mercado de trabalho.

O autarca falava na sessão de boas-vindas aos participantes nacionais e internacionais na Assembleia Geral da Europea, associação que trabalha o desenvolvimento do ensino e formação profissional no setor verde da Europa (agricultura, horticultura, silvicultura, etc.).

O encontro decorreu na Quinta de Fora da Escola Profissional Agrícola Conde de S. Bento e juntou os representantes das escolas agrícolas portuguesas e das associações nacionais dos países que integram a Europea.

Alberto Costa destacou a cooperação existente entre a Câmara de Santo Tirso e a Escola Profissional Agrícola Conde de S. Bento, sublinhando o investimento do Município, na ordem dos dois milhões de euros, destinado à recuperação da Quinta de Fora, onde decorreu a sessão da Europea.

Para Alberto Costa, o Município deve assumir um “papel determinante” ao longo de todo o processo educativo e formativo. Desde logo, através do enriquecimento da oferta formativa disponível, tendo em conta que “a educação é fundamental para a formação cívica dos alunos e que o seu perfil tem vindo a modificar-se ao longo do tempo”.

Daí a aposta na formação em novas tecnologias, designadamente através da implementação de um programa que leva o ensino da Robótica às escolas, ou na formação cultural, com a implementação de aulas de teatro.

“Paralelamente, entendemos também que a orientação educativa deve ter uma envolvência municipal, para que seja concretizada a promoção de uma gestão integrada de todas as instituições educativas e para que tenhamos um leque diversificado de opções para o percurso académicos dos alunos”, realçou Alberto Costa.

Neste âmbito, acrescentou, “importa realçar que o investimento na educação é feito em todos os níveis de ensino, desde o jardim de infância, onde temos uma cobertura da rede do pré-escolar para 100 por cento das crianças, valores acima da média nacional, passando pelo ensino básico e secundário, onde a taxa de retenção e abandono escolar é de 2,3 por cento, isto é, abaixo da média nacional”.

No que se refere ao ensino profissional, o autarca lembrou que cerca de 50 por cento da população estudantil de Santo Tirso termina o ensino secundário em vias profissionalizantes, pelo que o Município tem trabalhado “no sentido de adaptar a oferta formativa e educativa à realidade do território”.

Alberto Costa salientou que, simultaneamente, o Município tem desempenhado um papel fundamental no ajustamento da oferta formativa às necessidades efetivas no mercado de trabalho, privilegiando o desenvolvimento de projetos académicos, “em diálogo e estreita relação com as empresas parceiras do Invest Santo Tirso”.

Neste contexto, realce para a existência de seis Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP) em Santo Tirso, ministrados pelo Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP). Uma oferta que vai crescer já no próximo ano letivo, com a entrada em funcionamento de mais dois CTeSP da Escola Superior de Media Artes e Design (ESMAD).

A Assembleia Geral da Europea foi organizada pela Associação Portuguesa de Escolas Profissionais Agrícolas (APEPA), atualmente presidida pelo diretor da Escola Profissional Agrícola Conde de S. Bento, Carlos Frutuosa.

A sessão de abertura contou, também, com a presença do diretor-geral dos Estabelecimentos Escolares, João Gonçalves, que destacou a importância deste encontro. “Temos aqui representados todos os países da Europa a pensar no que deve ser feito. Aqui, estamos a construir a nova Europa”, disse.

Partilhar
ColorAdd Icone