Passar para o Conteúdo Principal
menu
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

Duas estreias mundiais e um prodígio do jazz no arranque do Festival de Guitarra

11 Outubro 2023

26ª EDIÇÃO DECORRE DE 18 A 22 DE OUTUBRO

Duas estreias mundiais, nas áreas da música e do cinema, e um concerto de Tom Ibarra, jovem prodígio francês do jazz, vão marcar, no próximo dia 18 de outubro, o arranque da 26ª edição do Festival Internacional de Guitarra de Santo Tirso. Será o regresso de um dos mais importantes eventos do género a nível mundial, após um interregno de cinco anos.

O primeiro momento que irá assinalar o retorno do Festival Internacional de Guitarra vai acontecer pelas 17h30. O guitarrista sueco Johannes Moller vai interpretar em público, pela primeira vez, uma obra musical que compôs dedicada a Santo Tirso.

Com múltiplos prémios internacionais de prestígio, Johannes Moller tem cativado audiências um pouco por todo o mundo, graças às suas atuações carismáticas e cheias de alma, sendo descrito como uma referência na capacidade de comunicar uma mensagem musical a ouvintes de qualquer origem cultural.

Após a atuação de Johannes Moller – que irá para ministrar, nos dias 19 e 20, uma masterclasse de guitarra dirigida a estudantes de música e jovens guitarristas – terá lugar, pelas 17h45, a estreia mundial do filme-documentário “Cidade da Guitarra”, do realizador e guitarrista português Joaquim Pavão.

A obra, pontuada por entrevistas e interpretações magistrais de vários guitarristas ligados à história do festival, parte em busca de perceber o papel deste evento na cena cultural portuguesa e as transformações sofridas ao longo do tempo. O documentário procura, também, descortinar as políticas culturais que transformaram Portugal nas últimas décadas e compreender o impacto que tiveram e têm no exercício artístico, no tecido cultural e no acesso à fruição do público.

À noite, a partir das 21h30, sobe ao palco principal do festival, instalado na Nave Cultural da Fábrica de Santo Thyrso, o guitarrista francês Tom Ibarra (na foto, com o seu grupo), mundialmente reconhecido como um dos grandes jovens prodígios do jazz atual.

Apesar dos seus 24 anos de idade, Tom Ibarra conta já com vários prémios internacionais, entre os quais se destaca o conceituado “LetterOneRising Stars Jazz Award”, e soma colaborações com referências do jazz como Marcus Miller, Didier Lockwood, Lionel Suarez, Eddie Constantine e Sylvain Luc, entre outros.

O Festival Internacional de Guitarra de Santo Tirso, que irá decorrer inteiramente em instalações da Fábrica de Santo Thyrso, prossegue até 22 de outubro, com um programa onde se destacam os concertos de Dublin Guitar Quartet (República da Irlanda), Ensemble La Chimera (Suíça), Indigo Quintet (Portugal) com o narrador de históricas Quico Cadaval (Galiza) e, ainda, do Duo Arsis (Portugal) com a tecelã Guida Fonseca (Portugal).

A edição deste ano é marcada por um novo conceito que pretende transformar o festival num espaço de confluência de artes. Exemplo disso será a realização de uma Mostra do Festival Internacional de Cinema Ma Beach, nos dias 19, 21 e 22 de outubro, a instalação artística “Cartografia In-Motion” de Rosinda Casais, no dia 18, e uma mostra de trabalhos de media artes dos alunos da Escola Superior de Media Artes e Design (ESMAD) do Politécnico do Porto, ao longo de todo o festival.

O Festival Internacional de Guitarra de Santo Tirso é promovido pela Câmara Municipal e tem produção da Fugir do Medo – Associação Cultural, contando como parceiros a ESMAD, o Festival de Cinema de Avanca e o Ma Beach Filme Festival (Brasil).

 

PROGRAMA COMPLETO

WEBSITE

Partilhar
ColorAdd Icone