Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

Câmara reforça entrega de Equipamentos de Proteção Individual a IPSS

05 Maio 2020
Mascaras  luvas  viseiras e fatos estao a ser distribuidos por lares e instituicoes do concelho 1 980 2500

MÁSCARAS, LUVAS, VISEIRAS E FATOS ESTÃO A SER DISTRIBUÍDOS POR LARES E INSTITUIÇÕES DO CONCELHO

A Câmara de Santo Tirso está a reforçar a distribuição de novos Equipamentos de Proteção Individual (EPI) por Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) do Município. Ao todo, são mais 3000 máscaras, 6000 luvas, 250 viseiras e 250 fatos. Apesar das medidas de desconfinamento, e do fim do Estado de Emergência, o presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Alberto Costa, salienta a importância de “manter no terreno medidas de combate à pandemia da Covid-19”.

Depois da ação realizada no início de abril e que implicou a distribuição de 500 kits de material de proteção individual por 13 instituições de solidariedade social com valências de lar, serviço de apoio domiciliário e unidades de cuidados continuados, a Câmara Municipal de Santo Tirso está a reforçar os equipamentos das IPSS do concelho.

Com o objetivo de dar continuidade ao combate à pandemia da Covid-19, estão a ser distribuídos um total de 3000 máscaras, 6000 luvas, 250 viseiras e 250 fatos de proteção individual. “Queremos continuar a garantir a proteção dos profissionais que trabalham nas instituições e de todas as pessoas que têm aos seus cuidados”, defende o presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Alberto Costa, lembrando que a distribuição está a ser feita tendo em conta as necessidades de cada instituição. “É verdade que estamos a entrar numa nova fase de combate à doença, mas não podemos descurar o cumprimento das normas de prevenção”, sublinha Alberto Costa.

A Associação de Solidariedade de S. Martinho do Campo, a ASAS-Associação de Solidariedade e Ação Social de Santo Tirso, a  Associação de Moradores do Complexo Habitacional de Ringe, a  Associação de Solidariedade Humanitária de Monte Córdova, a  Associação do Infantário de S. Tomé de Negrelos, a ASSTIR-Associação de Solidariedade Social de S. Tiago de Rebordões, a  Cooperativa de Apoio à Integração do Deficiente, a CASATIR-Centro de Ação Social de Acolhimento à Terceira Idade de Roriz, o Centro Social e Paroquial de Vilarinho, o Centro Social e Paroquial de Santa Cristina do Couto, a  Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Santo Tirso, o Lar Familiar da Tranquilidade,  a Associação de Solidariedade Social de Areias e a Casa de Acolhimento Sol Nascente são as 14 instituições que estão a receber o reforço de material.

Partilhar
ColorAdd Icone