Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

Câmara de Santo Tirso reduz consumo de 800 quilos de papel por ano

02 Dezembro 2019
Plano municipal de competencias digitais visa a modernizacao e simplificacao administrativa 1 980 2500

PLANO MUNICIPAL DE COMPETÊNCIAS DIGITAIS APOSTA NA MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA E NA LITERACIA DIGITAL

Nasceu com o objetivo de promover a literacia digital de toda a população, bem como a modernização e simplificação administrativa. No primeiro ano de implementação, o Plano Municipal de Competências Digitais da Câmara de Santo Tirso já permitiu reduzir o consumo de papel em cerca de 800 quilos.

No âmbito do Plano Municipal de Competências Digitais, a Câmara de Santo Tirso tem vindo a implementar um conjunto de medidas que visam a modernização e simplificação administrativa, a desmaterialização de certidões e despachos e a simplificação de procedimentos.

“A modernização administrativa traz vantagens que vão muito para além da questão ambiental, que é tão importante”, salienta o presidente da Câmara de Santo Tirso, Alberto Costa, explicando: “As ferramentas que estamos a implementar permitem aos cidadãos a consulta de processos online e o seu acompanhamento em tempo real, o que promove, obviamente, a transparência dos serviços”. Neste contexto, garante, “a poupança ao nível do papel é muito significativa”, sendo que há uma redução de consumo anual na ordem dos 800 quilos.

Ao longo do último ano, a modernização administrativa traduziu-se na digitalização de 3500 processos referentes a obras particulares. Além disso, exclusivamente por via digital, já foram entregues cerca de 1500 processos.

MAIS DE 150 SENIORES ABRANGIDOS

Na área da literacia digital, o balanço também é “extremamente positivo”. No primeiro ano de implementação, o Plano Municipal de Competências Digitais já chegou a mais de 150 seniores que, de diferentes formas, aprenderam a trabalhar com computadores, tablets ou telemóveis. “Estamos no caminho certo”, garante Alberto Costa, realçando que “este é um plano para implementar até 2021 e irá ainda alcançar muitas mais pessoas”.

As oficinas orientadas por jovens voluntários em Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) do concelho são “um dos grandes sucessos” do programa. Atualmente, oito mentores deslocam-se às entidades parceiras, de forma a partilhar conhecimentos com os mais velhos, tendo sido já abrangidos mais de 30 seniores.

Outra das medidas no terreno prende-se com os espaços de formação existentes em Santo Tirso e em Vila das Aves. SantoTirso.pt é o nome das salas de formação em competências digitais, equipada com computadores e internet que podem ser utilizadas de forma livre pela população, dispondo, também, de aulas gratuitas para os seniores. O primeiro espaço está localizado junto à Loja do Cidadão, o segundo está a funcionar no Centro Cultural Municipal de Vila das Aves. Nestes dois espaços já foram realizadas oficinas com cerca de 120 seniores com uma idade média de 71 anos.

Partilhar
ColorAdd Icone