Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

Arranque do ano letivo assinalado na Escola EB1 Conde São Bento

16 Setembro 2016
Arranque do ano letivo 1 980 2500

OBRAS NA ESCOLA ARRANCAM EM OUTUBRO NUM INVESTIMENTO DE 400 MIL EUROS

O presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Joaquim Couto, e a vereadora da Educação, Ana Maria Ferreira, assinalaram no passado dia 15 de setembro, o arranque do ano letivo na escola EB1 Conde São Bento. A escola vai beneficiar de uma requalificação no valor de 400 mil euros, que estará em marcha já a partir de outubro.

Um novo parque infantil e um novo campo de jogos são algumas das mudanças que a requalificação da Escola Conde São Bento vai oferecer aos 134 alunos, já a partir de outubro.
A intervenção prevê a remodelação de todos os espaços interiores e exteriores, renovação geral do telhado e caixilharias, beneficiação dos pavimentos, novo mobiliário e equipamentos informáticos, bem como a remodelação toda a área envolvente.

Manuela Santos, coordenadora da EB1 Conde São Bento, considerou a remodelação da escola um momento muito aguardado. “É uma requalificação muito necessária, como é visível, e por isso este é um momento muito aguardado e muito bem-vindo no arranque do ano letivo. Sem dúvida que esta medida se refletirá na qualidade de ensino e na felicidade das crianças no seu tempo escolar”, elogiou.

“É uma excelente maneira de arrancar o ano letivo. Temos um compromisso assumido de investimento na área da Educação que estamos a cumprir. Este é mais um passo no sentido de colocar as Educação como uma prioridade”, referiu o presidente da Câmara Municipal.

O investimento não é caso único no parque escolar do concelho. Além da escola Conde São Bento, também a escola do Bom Nome em Vila das Aves, da responsabilidade da Câmara Municipal, as escolas EB23 São Rosendo e EB23 de Vila das Aves, sob alçada do Estado e ainda a Escola de São Martinho, em Vila Nova do Campo, da responsabilidade de ambas as entidades, vão beneficiar de melhorias, num investimento total de 3 milhões de euros.

“Em termos de investimento e em termos de execução, as obras serão todas executadas pela Câmara Municipal, em colaboração com o Ministério da Educação no caso das três escolas que pertencem ao Ministério. Consideramos muito importante assegurar metade do investimento porque é a garantia de que essas obras realmente vão ser feitas, o que talvez não acontecesse em caso contrário, dada a situação de crise financeira em que o governo português ainda se encontra”, concluiu o autarca.

Joaquim Couto aproveitou ainda a ocasião para desejar votos de sucesso escolar a todos os alunos do concelho.

imagem

Partilhar
ColorAdd Icone