Passar para o Conteúdo Principal
menu
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

Apresentado o Dispositivo Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios

31 Maio 2024

ALBERTO COSTA SALIENTOU A IMPORTÂNCIA DA SENSIBILIZAÇÃO E PREVENÇÃO

O presidente da Câmara de Santo Tirso, Alberto Costa, apresentou, no dia 29 de maio, em Lamelas, o Dispositivo Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios. A iniciativa contou com a presença dos recursos e meios operacionais que integram o dispositivo.

Num total de 25 equipas, compostas por corporações de bombeiros voluntários, sapadores florestais, equipas da GNR, PSP, Brigada de Proteção Ambiental e Polícia Municipal, o Dispositivo Municipal Defesa da Floresta Contra Incêndios tem como objetivo “a prevenção e a vigilância de incêndios florestais, mitigando os efeitos dos incêndios, a diminuição do número de ocorrências e de área ardida, bem como a preservação de um bem natural que é a floresta”, referiu Alberto Costa.

O autarca destacou ainda a importância da prevenção, reforçando ser “fundamental que a sociedade civil esteja envolvida e que adote um comportamento responsável e de alerta para situações de risco”, evidenciando ainda a importância dos trabalhos de limpeza realizados pelo município ao longo de todo o ano.

“Temos desenvolvido, anualmente, um trabalho de prevenção muito importante ao nível da limpeza de terrenos, numa área total de 60 hectares, bem como a beneficiação de 28 quilómetros de rede viária florestal do concelho, num investimento de cerca de 70 mil euros”, acrescentou.

Alberto Costa fez, ainda, questão de sublinhar a importância acrescida das juntas de freguesia. “Com a descentralização de alguns serviços da Câmara Municipal, os pedidos de autorização para queimadas ou as denúncias para limpeza de terrenos, por exemplo, podem ser feitas através do Espaço do Munícipe Descentralizado”, referiu.

O Dispositivo Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios de Santo Tirso é composto pelas seis equipas de intervenção permanente das três corporações de bombeiros do concelho, quatro equipas de combate a incêndios florestais, duas equipas de Logística de Apoio a Combate, uma equipa de sapadores florestais e uma equipa municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios. Inclui, ainda, uma equipa de Proteção Florestal da GNR, duas equipas do comando da GNR de Santo Tirso e de Vila das Aves, duas equipas da PSP, nomeadamente a Brigada de Proteção Ambiental, uma equipa da Polícia Municipal e uma equipa de primeira intervenção da Junta de Freguesia de Agrela.

Estão, também, disponíveis uma equipa de patrulha a cavalo da GNR e três equipas da Associação de Empresas do Setor Papeleiro e de Celuloses (AFOCELCA). Acresce a este dispositivo de prevenção os restantes meios nos corpos de bombeiros poderão ser mobilizados em função da evolução das ocorrências.

Poderão, ainda, ser mobilizados, em articulação com o Serviço Municipal de Proteção Civil, outros meios complementares de apoio ao combate e rescaldo como retroescavadoras e máquinas de rasto.

As ações de vigilância e primeira intervenção levadas a cabo pelo Município arrancam dia 1 de junho e prolongam-se até 30 de setembro.

Partilhar
ColorAdd Icone