Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

Alunos do "Mimar" visitam museus do concelho

15 Junho 2016
Lmm 1400 1 980 2500

PRESIDENTE DA CÂMARA DE SANTO TIRSO ASSINALOU O ARRANQUE DA EDIÇÃO DE VERÃO

Até o dia 1 de julho, a Câmara Municipal de Santo Tirso promove mais uma edição do Programa Mimar, que promete muitas novidades. Este verão, haverá espaço para ateliês de expressão plástica, aulas de kung fu, idas à praia e visitas ao Museu Internacional de Escultura Contemporânea (MIEC) e ao Museu Municipal Abade Pedrosa.

Já arrancou o programa Mimar. A assinalar mais uma edição, o presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Joaquim Couto, acompanhado da vereadora da Educação, Ana Maria Ferreira, participou numa das principais atividades deste ano: a visita aos dois “novos” museus.

As visitas pelo património histórico e cultural do concelho são o grande destaque desta edição, como explicou Joaquim Couto aos jornalistas: “É muito importante que as crianças comecem a interiorizar, desde pequenas, esta memória coletiva, histórica e social. O seu ADN social e cívico necessita de um substrato histórico de identidade, e esta visita pelos museus contempla isso mesmo, porque está aqui uma parte da história do nosso território, das nossas pessoas, da nossa cidade”.

Através de áudio guias, concebidos com uma versão infantil, as crianças tiveram oportunidade de conhecer algumas das esculturas ao ar livre, uma atividade que o autarca considera dinâmica e interativa. “É muito mais interessante e intuitivo para as crianças conhecerem as esculturas, ouvirem uma explicação, do que estarem, por exemplo, na sala de aula a ler sobre o escultor ou a ver a fotografia da escultura. Ainda há pouco vimos a “Pedra Bulideira”, uma escultura que elas podem mexer e até manipular”, descreveu.

Mas as visitas pelo património cultural do concelho não ficam por aqui. Estes pequenos cidadãos vão poder ainda conhecer o Monte Padrão, o Parque Urbano da Rabada ou a Fábrica de Santo Thyrso. “Estas crianças vão visitar um conjunto de lugares e de património que muitos adultos do nosso Município não conhecem. Agora, quando chegarem a casa, vão contar aos pais o que conheceram, dizer que querem voltar e incentivá-los a irem também”, advoga o autarca.

Até 1 de julho, as crianças participantes vão poder contar com três semanas de muita diversão e aprendizagem, recheadas de iniciativas que prometem proporcionar momentos inesquecíveis. Entre as várias atividades, estão ainda previstas idas à piscina, à praia e ao zoo, assim como ateliês de expressão plástica, modalidades como kung-fu e yoga, experiências com artes circenses, expressão dramática, ciências ou aulas de nutrição e educação financeira.

Neste período de interrupção letiva, as cerca de 1000 crianças inscritas nesta edição vão ainda ter tempo para momentos musicais, cinema, dança e jogos tradicionais. O último dia contará com uma festa de encerramento, que promete deliciar os mais novos e comemorar em grande a chegada das férias de verão.

imagem

Partilhar
ColorAdd Icone