Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

Alunos da Oficina ensinam novas tecnologias a seniores

10 Dezembro 2019
Projeto de mentoria digital arrancou esta segunda feira 1 980 2500

PROJETO FAZ PARTE DO PLANO DE COMPETÊNCIAS DIGITAIS DESENVOLVIDO PELA CÂMARA 

Arrancaram, esta segunda-feira, as aulas de competências digitais desenvolvidas pelos alunos da Oficina – Escola da Profissional do INA, em parceria com a Câmara Municipal de Santo Tirso. No total, estão inscritos 17 seniores de todo o concelho que, uma vez por semana, vão aprofundar conhecimentos na área das tecnologias.

Usar as redes sociais, navegar com segurança na internet ou aprofundar os conhecimentos em fotografia e vídeo são algumas das matérias que irão ser abordadas nas sessões semanais, de 90 minutos que, a partir de hoje e até ao final do ano letivo, terão mentoria de uma turma do primeiro ano do Curso Técnico de Gestão e Programação de Sistemas da Oficina.

“Vivemos hoje num mundo tecnológico, não há como fugir a essa realidade. A grande questão é garantir que ninguém fica de fora, e daí este trabalho da Câmara Municipal na área da literacia digital junto dos seniores”, referiu o presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Alberto Costa, durante a cerimónia de assinatura de protocolo de colaboração com a Oficina.

Alberto Costa realçou ainda que este projeto tem a mais-valia de trazer ganhos para ambas as partes. “Não são só os seniores que sairão a ganhar, a ideia é que também os alunos possam sair enriquecidos ao nível do desenvolvimento pessoal e que percebam a importância de dar, naquela que é a base do trabalho voluntário ”, sublinhou.

O projeto, que arrancou com 17 seniores inscritos, foi inserido no âmbito da autonomia curricular e será tido em conta para avaliação nas disciplinas de Programação de Sistemas Informáticos, Tecnologias de Informação e Comunicação bem como Área de Integração.

Já Sofia Mendes, responsável do Gabinete de Apoio ao Aluno da Oficina, destacou o facto de a escola ter visto neste projeto uma “oportunidade para os alunos treinarem outro tipo de competências, que não as técnicas”, promovendo “o convívio intergeracional e acabando com algumas ideias pré-concebidas, por parte dos jovens, como a de que os mais velhos não partilham os mesmos interesses, nomeadamente no que diz respeito à utilização das redes sociais”.

No primeiro ano de implementação, o Plano Municipal de Competências Digitais já chegou a mais de 150 seniores que, de diferentes formas, aprenderam a trabalhar com computadores, tablets ou telemóveis. A oficina lecionada a partir de hoje vem juntar-se a outras, orientadas, por jovens voluntários nas Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) do concelho e ainda nos espaços de formação existentes em Santo Tirso e em Vila das Aves.

Partilhar
ColorAdd Icone