Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos
FacebookRSSadicionar aos favoritos

15 propostas na fase final do OPJ

04 Dezembro 2018
Apresentacao publica opj 2018 1 980 2500

VOTAÇÃO DECORRE NA PLATAFORMA ATÉ 23 DE DEZEMBRO

A partir desta quarta-feira, 5 de dezembro, já é possível votar nas propostas que passaram à fase final do Orçamento Participativo Jovem. Projetos focam a questão da segurança e bem-estar de pessoas e animais.

Dos 31 projetos submetidos, por 27 jovens, 15 passaram à fase de votação que decorre entre 05 e 23 de dezembro. As propostas finalistas foram apresentadas, publicamente, numa sessão que decorreu na Fábrica de Santo Thyrso por jovens com idade média de 17 anos.

“O Orçamento Participativo Jovem é uma iniciativa de enorme sucesso, que já deu um contributo importante na criação de novos espaços no concelho, como por exemplo a Praia e a Horta Urbanas. Saliento o facto de termos recebido tantas propostas uma vez que o OPJ é, acima de tudo, um instrumento que pretende aprofundar a democracia e mostrar aos jovens que podem ser parte ativa na sociedade, que as ideias deles também contam”, explicou o presidente da Câmara Municipal, Joaquim Couto.

A criação de passadeiras 3D cuja “ilusão de ótica em que as riscas brancas parecem blocos tridimensionais sobre a estrada” é uma das sugestões dos jovens que acreditam que irá “evitar acidentes como atropelamentos”. A ilusão de ótica leva os “condutores a reduzir velocidade”, dado que à distância, “o desenho tridimensional parece ser um objeto a bloquear a estrada”.

“Passadeiras seguras” é outra das propostas com os olhos na segurança dos peões e prevê a colocação de sinais luminosos que detetem a presença do peão, junto às passadeiras de várias escolas do concelho. “Avisando luminosamente o condutor da presença e passagem de peões, reforçam, assim, a segurança rodoviária".

A igualdade no acesso a equipamentos é a intenção patente no projeto de um grupo de alunas do curso profissional de técnico/a de Auxiliar de Saúde do Instituto Nun’Alvres. O objetivo é que “todos os que visitam Santo Tirso possam usufruir do espaço da Praia Urbana, até os que têm limitações físicas”. As jovens defendem a criação de um parque de lazer que “funcione como uma extensão natural da Praia Urbana e que seja um espaço composto por equipamentos de lazer adaptados a todos”. Ainda neste âmbito da integração há a proposta para um parque infantil adaptado a crianças portadoras de deficiência e um projeto que defende o escutismo com segurança e incluso.

Na área do desporto encontram-se para votação os projetos de um campo de relva sintética, um espaço de street workout ou ainda um campo de areia para a pática de andebol de praia.

Entre as 15 propostas está ainda a que pretende “adquirir uma nova ambulância devidamente equipada”, a que defende a criação de um parque canino, ou a que quer implementar um programa de promoção da leitura. Campos escutistas e um espaço público para a utilização de internet promovendo o acesso a entretenimento através dos jogos em rede ou on-line, são outras das propostas.

“Envolver cada vez mais os Jovens nas tomadas de decisão de modo a adequar as políticas públicas às suas necessidades” é o objetivo do OPJ, assegura o presidente da Câmara de Santo Tirso. O Orçamento disponível é de 120 mil euros e, até dia 23 de dezembro, cada jovem, entre os 12 e os 30 anos, residente ou estudante no concelho, poderá votar uma única vez, através da plataforma www.opjst.cm-stirso.pt.

Partilhar
ColorAdd Icone